domingo, 29 de março de 2009

Poupem o Dunga!



A seleção brasileira jogou hoje contra um adversário "dopado". Não podemos avaliar a força da equipe num jogo contra o Equador, disputado na altitude de Quito. No alto do morro, a bola fica mais rápida; o adversário, mais veloz; e o time visitante, muito mais lento. Por isso, o empate por 1 x 1, com gols de Julio Baptista e Noboa, pode ser considerado um bom resultado.

Destaque - Com pelo menos sete grandes defesas, o goleiro Júlio César salvou a seleção. Nesta noite, foi o melhor jogador da partida.

Próximo jogo - Mas a moleza do Brasil acaba aqui. Na próxima quarta-feira, o trabalho de Dunga vai ser devidamente avaliado no jogo contra o Peru, em Porto Alegre.

Quarto colocado - A seleção brasileira caiu da segunda para a quarta colocação nas eliminatórias sul-americanas, após o jogo de hoje.

Sábado

Uruguai 2x0 Paraguai
Argentina 4x0 Venezuela
Colômbia 2x0 Bolívia

Domingo

Equador 1x1 Brasil
Peru 1x3 Chile

8 comentários:

Márcia Maria disse...

Brilhante crítica sobre a seleção brasileira. Parabéns

Anônimo disse...

Segura Brasil! Se não ficar esperto, dança.

Doris disse...

Gostei da crítica, mas não estou gostando nada do Brasil....
Mas vamos colocar fé.

Anônimo disse...

Merecida o gol do Brasil, mas a seleção terá que se esforçar se quiser chegar à Copa do Mundo.

Anônimo disse...

Nao gostei mt do resultado, mesmo com o problema da altitude, acho que a seleção tem mt a melhorar.

Anônimo disse...

Prezada Mariana,
sua observação sobre o jogo entre Brasil e Equador foi providencial. Parecia que o Equador estava drogado, sem aspas. Como corriam em campo. O Brasil jogou mal, mais um trator passou por cima dele.
Um abraço, sou colega da Jane.

Joao Alex disse...

Mariana, Mariana,
Como vc foi feliz nesta matéria.
Parabéns!!!

Thiago Nunes disse...

Mariana,
Muito boa sua matéria, entretanto, vamos falar sério, onde vc mais acertou foi com o Júlio César. Pegou com força!!!!