quinta-feira, 23 de abril de 2009

Atlético quer espantar a zebra


Crédito da foto: Globo.com

O Atlético recebe hoje, às 19h30, o Guaratinguetá no Mineirão para tentar chegar às oitavas-de-final da Copa do Brasil. No primeiro jogo do mata-mata, as equipes empataram por 2 x 2, em São Paulo. Esta noite, o Galo se classifica com um empate por 0 x 0 ou 1 x 1, e entra em campo como favorito.

Alerta - O Atlético só não pode jogar hoje pensando na decisão de domingo contra o Cruzeiro. O Santos perdeu o sono por causa do Corinthians e teve um pesadelo com o CSA. Na Copa do Brasil, qualquer deslize pode ser fatal.

Suspenso - O Galo não vai contar nesta quinta com o goleiro Juninho, que vai cumprir suspensão. Por isso, o contestado Édson assume a camisa número 1.

Com TV - O Sportv transmite o jogo entre Atlético e Guaratinguetá, ao vivo, para todo o País.

Atlético
- Édson; Marcos Rocha, Marcos, Leandro Almeida e Júnior; Renan, Carlos Alberto, Márcio Araújo e Lopes; Éder Luis e Diego Tardelli. Técnico: Emerson Leão.

Guaratinguetá - Fernando; Edson Rocha, Nino, Rocha e Dedimar; Careca, Gil, Magal e Nenê; Guarú e Wellington Amorim (Thiago Furtuoso). Técnico: Candinho Fari.



Polêmica no Mineiro

O árbitro paulista Paulo César de Oliveira (foto) vai apitar o clássico de domingo entre Cruzeiro e Atlético, às 16h, no Mineirão, pela primeira partida da decisão do Estadual. Ele terá como assistentes Roberto Braatz e Maria Eliza Barbosa, também de São Paulo.
A decisão da Federação Mineira de escalar um trio de arbitragem de fora do Estado para comandar o clássico não foi bem recebida pelos dirigentes do Galo. A assessoria do clube emitiu a seguinte nota sobre o assunto: “O Clube Atlético Mineiro manifesta sua perplexidade diante da decisão da Federação Mineira de Futebol (FMF) que, como queria o Cruzeiro, escalou trio de arbitragem de fora do Estado de Minas Gerais para a fase final do Campeonato Mineiro sem qualquer consulta ao nosso clube”.

Um comentário:

Jane Alvares disse...

É comum dizerem que o Atlético nada, nada e morre na praia, mas esquecem que o time mineiro quase sempre é prejudicado pelos juízes. Tomara que desta vez a arbitragem não prejudique o Galo Mineiro.