domingo, 19 de abril de 2009

Flamengo e Botafogo decidem a Taça Rio


Crédito da foto: Fotocom.net

A decisão da Taça Rio de hoje entre Botafogo e Flamengo é uma grande incógnita. Afirmo isso baseado nos dois últimos resultados do Alvinegro. No dia 11, o time de Ney Franco deu um show de bola no Vasco, goleou por 4 x 0 e garantiu a vaga na decisão do returno com pompa e circunstância. Quatro dias depois, o Botafogo venceu o Americano por apenas 2 x 1, pela Copa do Brasil, e, como havia sido derrotado na primeira partida, a vaga foi definida nos pênaltis. A equipe perdeu por 5 x 4 e se despediu da competição nacional na segunda fase.
O Flamengo recuperou o seu bom futebol quando o técnico Cuca resolveu voltar a jogar em função dos laterais Léo Moura e Juan. Dessa forma, e com forte marcação no meio-campo, o Rubro-Negro derrotou o Fluminense por 1 x 0, no último domingo, e se credenciou a brigar pelo título. A partida de hoje começa às 16h, no Maracanã, e vai ser transmitida para Alagoas, ao vivo, pela Globo


Crédito da foto: Globo.com

Pontos fortes do Botafogo - A velocidade e a habilidade de seu trio ofensivo. Reinaldo, Victor Simões e Maicosuel se completam em campo e costumam envolver as defesas adversárias.
O conjunto da equipe, que é, sem dúvida, a mais bem encaixada do futebol do Rio de Janeiro no momento.

Pontos fracos -
A instabilidade do time. Em determinados jogos, o Botafogo parece entrar em campo desligado e, se não levar um choque antes da decisão, pode jogar fora um trabalho muito bem feito.
O goleiro Renan ainda não é totalmente confiávei. Ele ainda não provou que merece ser titular absoluto do Alvinegro.
O lado psicológico de Maicosuel. O meia é o cérebro do time, mas perdeu um pênalti na definição da vaga na Copa do Brasil e ficou muito abalado. Se não conseguir se recuperar, o Botafogo terá sérios problemas neste domingo.

Pontos fortes do Flamengo - Os laterais Juan e Léo Moura fazem a diferença. Eles jogam como pontas, meias e até atacantes, e são as válvulas de escape do time. Se não forem marcados corretamente, vão aprontar nesta decisão.
O setor defensivo rubro-negro é consistente. Como os jogadores de meio-campo, Williams, Kléberson e Íbson, fecham bem os espaços dos adversários, a zaga, formada por Airton, Ronaldo Angelim e Fábio Luciano fica bem protegida.

Pontos fracos - A instabilidade do ataque rubro-negro preocupa a torcida. Contra o Fluminense, o time criou várias oportunidades, mas só marcou uma vez.
Da mesma forma que as laterais são armas letais para o Flamengo, elas também podem atrapalhar sua caminhada. Se o Botafogo souber explorar os espaços deixados por Juan e Léo Moura quando sobem ao ataque, vai criar boas chances de gol.
A falta de um meia de criação. Zé Roberto joga mais como atacante e o Fla não tem um grande organizador de jogadas, que saiba inverter bolas, lançar com precisão e bater faltas.

Resumo da ópera - Como foi campeão da Taça Guanabara, o Botafogo leva o troféu do Estadual se conquistar hoje a Taça Rio. A decisão é disputada em apenas um jogo e, se houver empate, o título vai ser definido nos pênaltis. Se o Fla colocar a faixa da Taça Rio, força a realização de mais dois jogos finais com o Botafogo para decidir o Carioca.

Flamengo - Bruno; Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Zé Roberto e Emerson.

Botafogo -
Renan; Emerson, Juninho e Leandro Guerreiro, Alessandro, Fahel, Léo Silva (Welington), Maicosuel e Thiaguinho; Reinaldo e Victor Simões

2 comentários:

Lula disse...

O Fogão vai golear. O Carioca é nossso!!!

Anônimo disse...

Mengo pressionAAAAAAAAAAAAAAA

vAMOS LÁ!!!