quinta-feira, 7 de maio de 2009

Atlético ficou no quase



Crédito da foto: Agência Estado

A estreia do técnico Celso Roth no Atlético-MG quase foi apoteótica, mas, no desfecho da trama, o final foi infeliz. O Galo precisava golear ontem o Vitória por 4 x 0 para chegar às quartas-de-final da Copa do Brasil, correu muito, fez 3 x 0 e acabou levando a decisão para os pênaltis. Todos os batedores converteram suas cobranças, menos o zagueiro do Galo Leandro Almeida, que consagrou o goleiro Viafra.

Segunda vez - O Vitória já está se especializando em se classificar nos pênaltis. Na primeira fase da Copa do Brasil deste ano, o Rubro-Negro conquistou a vaga em cima do ASA cobrando os tiros livres na grande área.

Os gols - No tempo normal, os gols atleticanos foram marcados por Renan, Welton Felipe e Alessandro.

Curiosidade - O goleiro Juninho pegou um pênalti, batido por Neto Baiano, no segundo tempo da partida, mas não conseguiu defender as cobranças da série decisiva.

Os batedores - Converteram as cobranças de pênalti os jogadores Diego Tardelli, Alessandro, Élder Granja e Tchô, para o Atlético, e Neto Baiano, Bida, Carlos Alberto, Luciano Almeida e Washington, para o Vitória.

Semana desastrosa - Depois de levar duas goleadas na semana passada, por 5 x 0 e 3 x 0, o Atlético até se recuperou nos últimos três dias. No entanto, a reação não foi suficiente para apagar os incêndios causados pelos erros anteriores. Domingo, o Galo perdeu o título mineiro para o Cruzeiro empatando por 1 x 1, e, ontem, se despediu da Copa do Brasil com uma vitória por 3 x 0.

Atlético-MG - Juninho; Marcos Rocha (Élder Granja), Leandro Almeida, Welton Felipe e Thiago Feltri; Renan, Rafael Miranda (Alessandro), Márcio Araújo e Fabiano (Tchô); Éder Luis e Diego Tardelli.

Vitória - Viafara; Apodi, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi (Bosco), Uelliton, Bida, Carlos Alberto, Ramon (Adriano) e Jackson (Washington); Neto Baiano.

5 comentários:

Nirlando Reis disse...

Finalmente os jogadores do Atlético deram sinal de que ainda estão vivos.Sorte do técnico Roth, quemesmo rejeitado por grande parte da torcida, conseguiu um bom resultado. Perdeu???? Tudo bem, é compreensível, mas pelo menos mostrou garra e a torcida reconhece isso. Por outro lado, mais uma vez o Galo ficou no quase.

Doris disse...

GRADEI MT DO JOGO DO GALO ONTEM.
PARECE QUE ESTÃO TOMANDO PRUMO. O MAIS ENGRAÇADO FOI A TORCIDA, PARECIA QUE NÃO HAVIA ACONTECIDO NADA PARA TRÁS. ETA TORCIDA DANADA DE FANÁTICA. BOA DEMAAAIIISSS....
APESAR DA DERROTA DO GALO, PUDE VER UM BOM FUTEBOL. ADOREI.

Alexandre H. Lino disse...

kkkkkkk
faz me rir

o atm é a vergonha de MG e a justificativa do Roth foi ainda mais vergonhosa.

ele elogiou a derrota

kkkk

AHL

Marcos Goulart disse...

Agora que o Galo deu adeus a Copa do Brasil, o jeito é entrar com vontade para ser um dos times que irá disputar a Libertadadores do próximo ano. Temos que fazer uma excelente campanha. A torcida merece respeito ao longo desse ano. Quanto a Sul-Americana o Galo deve jogar para vencer essa competição.

Sandra Botelho disse...

Se situa Alexandre, tá com inveja da torcida????? O time vive de vitórias, mas principalmente de torcida e acho que a sua óoooo, tá com nada no balaio cara.