terça-feira, 30 de junho de 2009

Em crise, Boca coloca elenco à venda

O presidente do Boca Juniors, Jorge Ameal, disse hoje que o clube passa por uma crise sem precedentes e que todos os jogadores do elenco são negociáveis, inclusive o meia Riquelme (foto), que não gostou desta informação e avisou que não é moeda de troca.
O craque argentino ganha aproximadamente R$ 610 mil por mês e é um sonho de consumo de alguns clubes brasileiros. Na semana passada, surgiu em Belo Horizonte a notícia de que o Atlético-MG tentaria contratá-lo. Surpresa com a repercussão do assunto, a diretoria alvinegra se apressou em dizer que não há nenhuma negociação em andamento.

Nenhum comentário: