quarta-feira, 1 de julho de 2009

Inter x Corinthians: o jogo final


A grande atração desta quarta-feira vai ser o duelo entre Inter e Corinthians, que decidem o cobiçado título da Copa do Brasil. O Timão venceu o primeiro jogo do mata-mata por 2 x 0, em São Paulo, e tem ampla vantagem. O Colorado vai precisar fazer seu poderoso ataque funcionar para desbancar os paulistas na competição nacional. Para a alegria da torcida vermelha, o atacante Nilmar, o meia D´Alessandro e o lateral Kléber estão de volta à equipe. No Corinthians, o lateral André Santos vai ser o reforço. O jogo começa às 21h50, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Tríplice coroa - Timão e Colorado também estão no páreo para conquistar a cobiçada tríplice coroa do futebol brasileiro, feito só alcançado pelo Cruzeiro, de Alex, em 2003. Os dois times foram campeões estaduais e, quem quiser se igualar à Raposa, precisa vencer a Copa do Brasil e o Brasileirão.

Tarefa - O Inter sabe que vai ser muito difícil bater o Corinthians por três gols de diferença e vai tentar levar a decisão para os pênaltis. Para isso, precisa devolver os 2 x 0.

Polêmica
- A diretoria do Colorado colocou o bloco na rua e acusou o Corinthians de ser um dos clubes mais ajudados pela arbitragem no País. A denúncia, na véspera da decisão, acirrou os ânimos e causou um desconforto desnecessário.

Inter - Lauro, Bolívar, Índio, Danny Morais e Kleber; Magrão, Guiñazu, Andrezinho e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite

Corinthians - Felipe, Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Dentinho, Ronaldo e Jorge Henrique. Técnico: Mano Menezes.

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG).

Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Roberto Braatz (Fifa/PR).

Um comentário:

Marcos Goulart disse...

O Corinthians foi melhor e mereceu ganhar a Copa do Brasil. Teve condições de golear o Inter só não fez porque já considerava campeão antes do jogo acabar, a diferença era muito grande. O Curingão, que subiu da segunda ano passado,veio esse ano com intenção de ganhar tudo. Agora falta o Brasileirão.