quarta-feira, 15 de julho de 2009

Cruzeiro decide o título contra o Estudiantes


O Cruzeiro está diante do enigma da Esfinge nesta quarta-feira: “Decifra-me ou te devoro”. A temporada da Raposa está em jogo no Mineirão. Uma vitória sobre o Estudiantes, a partir das 21h50, representa a consagração de um trabalho. Uma derrota vai significar uma decepção sem precedentes na história do clube.
A Libertadores tem este peso para quem a decide. O segundo colocado é rapidamente esquecido; o campeão se enche de glórias e patrocínios e, como brinde, ainda pode conquistar o mundo no final da temporada.
Mas ainda existe uma pedra no caminho celeste. O perigoso Estudiantes merece respeito. Experientes, seus jogadores não costumam se intimidar com a pressão dos torcedores e, por isso, é fundamental que o Cruzeiro imponha o seu melhor futebol desde o começo do jogo para abrir o placar. Do contrário, os argentinos vão se entrincheirar na defesa e buscar matar a partida em contra-ataques rápidos.

Sem vantagem – Ao contrário das outras fases da Libertadores, a decisão não dá vantagens a quem marca gols na casa do adversário. Após o empate por 0 x 0 na primeira partida, disputada em La Plata, qualquer outro resultado igual levará a final para a prorrogação. Se o empate persistir, o campeão vai ser definido nos pênaltis.

Trunfo – O Cruzeiro se orgulha de ter vencido os seis jogos que disputou no Mineirão nesta Libertadores. Um deles, inclusive, teve como coadjuvante o próprio Estudiantes, dia 19 de fevereiro, quando a Raposa goleou o adversário por 3 x 0.

Legião – Todos os ingressos para a partida já foram vendidos. Nesta noite, na mão dos cambistas, um bilhete de geral, que valia R$ 15,00, deve custar R$ 150,00.. Apesar da ação do chamado mercado negro, o Mineirão deve ter mais de 64.800 pessoas, sendo três mil argentinos e 61.800 mil alucinados cruzeirenses.

Títulos – O Cruzeiro já colocou a estrela da Libertadores no peito em 1976 e 1997. O Estudiantes já ficou com o título em 1968, 69 e 70.



Adílson tem apenas uma dúvida

O técnico do Cruzeiro, Adílson Batista (foto), tem uma dúvida para a decisão desta quarta-feira contra o Estudiantes. Ainda se recuperando de uma lesão, o zagueiro Thiago Heleno pode ser substituído por Anderson. Leonardo Silva e Gerson Magrão fizeram um treinamento leve na última segunda-feira, mas devem ser confirmados no time.
Nas demais posições, o time é bem conhecido pelos torcedores celestes. Fábio promete fechar o gol, com a defesa sendo formada por Jonathan, Anderson ou Thiago, Leonardo e Gerson Magrão. No meio-campo, Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner trabalham no setor mais completo do time, que marca com eficiência e sai para o jogo com rapidez e habilidade. Na frente, Kleber e Wellington Paulista dividem a responsabilidade de marcar os gols da equipe. O primeiro é um dos destaques do Cruzeiro nesta Libertadores. e o segundo, apesar de contestado pela torcida, é o artilheiro da equipe na competição, com cinco gols.

Despedida – Dono do meio-campo do Cruzeiro, Ramires se despede nesta quarta do clube. Ele foi negociado com o Benfica e pode deixar a Toca da Raposa com a faixa de campeão no peito.



Salgueiro pode ser a novidade do Estudiantes

O Estudiantes pode ter apenas uma alteração em relação à equipe que empatou com o Cruzeiro na última quarta-feira. No ataque, Salgueiro pode substituir Fernández, que perdeu muitos gols no primeiro duelo do mata-mata e desagradou o técnico Alejandro Sabella.Os argentinos confiam na qualidade do goleiro Andújar, do meio-campista Verón e do atacante Boseli para calar o Mineirão e conquistar o título da Libertadores nesta quarta-feira.
A equipe tem uma defesa lenta, mas consistente. Os experientes Schavi e Desábato se colocam bem para suprir a falta de velocidade e, com apoio dos marcadores do meio-campo, conseguem proteger a meta de La Plata. Nas laterais, Ré é muito mais fraco tecnicamente que Cristian Céllay, responsável por boas tramas ofensivas da equipe de Alejandro.
"Podemos voltar com o título. O empate foi para os dois times e temos que entender que as finais se definem na partida de volta", disse Andújar, em entrevista à Reuters.
Assim como o Cruzeiro, o Estudiantes tem três jogadores que marcam e sabem sair para o jogo no meio-campo, Braña, Pérez e Verón. Um pouco mais avançado, Benítez encosta nos atacantes Fernández ou Salgueiro e Boselli, um dos artilheiros da Libertadores, com sete gols.



Verón – Melhor condicionado após a recuperação de uma séria lesão muscular, Verón pode desequilibrar a favor do Estudiantes. Os argentinos esperam que ele seja bem mais efetivo nesta quarta do que na primeira partida da decisão.

Árbitro: Carlos Chandía (CHI)
Assistentes: Patrício Basualto e Francisco Mondría

Cruzeiro: Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Anderson (Thiago Heleno) e Gerson Magrão; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner; Kléber e Wellington Paulista. Técnico: Adilson Batista.

Estudiantes: Andújar; Cellay, Schiavi, Desábato e Re; Pérez, Braña, Verón e Benítez; Fernández (Salgueiro) e Boselli. Técnico: Alejandro Sabella.
Campanhas nesta Libertadores

Cruzeiro - 13 jogos, nove vitórias, três empates e uma derrota.

19/02 - Cruzeiro 3 x 0 Estudiantes
25/02 - Deportivo Quito 1x1 Cruzeiro
04/03 - Universitario de Sucre 0x1 Cruzeiro
18/03 - Cruzeiro 2x0 Universitario de Sucre
08/04 - Estudiantes 4x0 Cruzeiro
22/04 - Cruzeiro 2x0 Deportivo Quito
07/05 - Univ. de Chile 1x2 Cruzeiro
14/05 - Cruzeiro 1x0 Univ. de Chile
27/05 - Cruzeiro 2x1 São Paulo
18/06 - São Paulo 0x2 Cruzeiro
25/06 - Cruzeiro 3 x 1 Grêmio
03/07 - Grêmio 2 x 2 Cruzeiro
08/07 - Estudiantes 0 x 0 Cruzeiro

Estudiantes – 13 jogos, oito vitórias, três empates e duas derrotas

19/02 - Cruzeiro 3 x 0 Estudiantes
26/02 - Estudiantes 1 x 0 Universitario
10/03 - Deportivo Quito 1 x 0 Estudiantes
19/03 - Estudiantes 4 x 0 Deportivo
08/04 -Estudiantes 4 x 0 Cruzeiro
22/04 - Universitario 0 x 0 Estudiantes
07/05 - Estudiantes (ARG) 3 x 0 Libertad (PAR)
14/05 - Libertad (PAR) 0 x 0 Estudiantes
28/05 - Defensor-URU 0 x 1 Estudiantes
18/06 - Estudiantes 1 x 0 Defensor-URU
25/06 – Estudiantes 1 x 0 Nacional-URU
01/07 - Nacional-URU 1 x 2 Estudiantes
08/07 - Estudiantes 0 x 0 Cruzeiro

Nenhum comentário: