sábado, 15 de agosto de 2009

ASA e Rio Branco lutam pela Série B

O futebol alagoano pode ser acordado na noite deste domingo com gols e gritos de vitória. Marcado pelas cicatrizes feitas pelo tempo, ele andava cansado e aborrecido com os erros cometidos pela dupla de ferro do Estado. Maior detentor de títulos alagoanos, o CSA foi o primeiro cair em combate. E a queda do titã foi tão feia que até hoje o som do impacto ecoa no inferno da Segunda Divisão local. O próximo a perder boa parte da força foi o CRB. Após 15 anos de luta na Série B do Brasileiro, o Galo despencou para a Série C e, por pouco, não foi bater à porta carcomida da Quarta Divisão.
Mas o ocaso da dupla abriu espaço para ascensão do ASA. O Alvinegro conquistou, com títulos, a hegemonia do futebol estadual e neste domingo pode trazer do Acre a vaga perdida pelo CRB. A batalha vai ser das mais difíceis, o adversário também tenta colocar seu nome na história do futebol acreano, joga por um empate sem gols e tem excelente retrospecto em seus domínios. Mas quem disse que as glórias são feitas de facilidades? Não, amigos leitores, elas são forjadas com sacrifício, entrega e coragem. Se o Alvinegro conseguir se despir dos receios que cercam o duelo, pode cravar sua bandeira no centro do gramado e se fazer ouvir nos quatro cantos do País.

Rodriguinho
Eleito o melhor jogador do Campeonato Estadual, Rodriguinho andava em baixa no ASA. Pouco afeito à marcação, ele não vinha sendo aproveitado pelo técnico Vica na equipe titular. No último domingo, com o time perdendo do Rio Branco por 1 x 0, em Arapiraca, o treinador abriu mão de Didira e o colocou em campo. O armador conseguiu fazer boas jogadas, ajudou o ASA a imprensar os adversários e ganhou moral para o decisivo jogo de hoje. Vica não confirma, mas Rodriguinho tem grandes chances de começar a partida.

ASA é o terceiro

Somando todos os jogos disputados até aqui na Série C, o ASA tem a terceira melhor campanha, com 17 pontos conquistados em nove partidas. O Alvinegro venceu cinco jogos, empatou dois e perdeu dois. Seu ataque marcou 14 gols e a defesa sofreu 8, saldo de 6. Quem tem o melhor retrospecto da competição até agora é Guaratinguetá, de São Paulo, que soma os mesmos 18 pontos do Icasa, mas tem uma vitória a mais.

Goleador

Ao lado de Paulo Rangel, do Salgueiro, o atacante Nena, do ASA, é o artilheiro da Série C, com 7 gols marcados. Testinha, do Rio Branco, e Marciano, do Icasa, vêm logo atrás, com seis gols assinalados na competição nacional.

Quando: Neste domingo
Onde: Estádio Arena da Floresta, no Acre
Hora: às 19h
Árbirtro: Wagner Tardelli-RJ
Assistentes: Nilson de Souza-SP e Eremilson Xavier-DF

ASA - Tutti; Paulão, Leandro e Edson Veneno; Ricardinho, Jota, Ivo, Rodriguinho ( Didira), Fábio Lopes e Renatinho (Julio Tatu); Nena. Técnico: Vica.

Rio Branco - Douglas; Ley, Wendel, Régis e Renatinho; Romeu, Zé Marco, Testinha e Nenê ; Rogério Tarauacá e Juliano César. Técnico: Everton Goiano.

Campanhas

Rio Branco


24/05 Águia 1 x 0 Rio Branco
31/05 Rio Branco-AC 3x0 Luverdense
14/06 Paysandu 3 x 1 Rio Branco
27/06 Rio Branco 3 x 1 Sampaio Corrêa
12/07 Rio Branco 4 x 0 Paysandu
18/07 Sampaio Corrêa 4 x 2 Rio Branco
26/07 Luverdense 2 x 0 Rio Branco
02/08 Rio Branco 2 x 1 Águia
09/08 ASA 1 x 1 Rio Branco

ASA

07/06 CRB 0 x 1 ASA
14/06 ASA 3 x 0 Salgueiro
20/06 Icasa 0 x 0 ASA
27/06 ASA 5 x 2 Confiança
05/07 ASA 2 x 1 Icasa
12/07 Salgueiro 1 x 0 ASA
19/07 Confiança 2 x 0 ASA
29/07 ASA 2 x 1 CRB
09/08 ASA 1 x 1 Rio Branco

Arte: San - O Jornal

Nenhum comentário: