segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Briatore é banido da F-1; Nelsinho não é punido

De acordo com a Federação Internacional de Automobilismo, o ex-chefe da Renault Flavio Briatore foi banido do esporte por manipulação de resultados na F-1. Ex-engenheiro chefe da equipe francesa, Pat Symonds pegou uma suspensão de cinco anos e Nelsinho Piquet, por delação premiada, não foi punido, assim como Fernando Alonso.

Leia o comunicado oficial da FIA
O Conselho Mundial de Automobilismo considera que os membros da equipe Renault Flavio Briatore, Pat Symonds e Nelson Piquet Jr. conspiraram para causar o acidente proposital em Cingapura, em 2008.
Acreditamos que a pena para a Renault deva ser aplicada de forma severa. A equipe não só comprometeu a integridade do esporte como também colocou em perigo a vida de espectadores, oficiais, outros competidores e o próprio Nelson Piquet Jr.
Ofensas desse tipo causam desqualificação permanente da FIA. Entretanto, considerando estes aspectos citados acima e as atitudes tomadas pela Renault para identificar os responsáveis, o Conselho decidiu por suspender a equipe até o final da temporada 2011.
Além disso, o Conselho concorda que a Renault deve pagar por todos os custos da investigação. Isso inclui uma significante contribuição aos custos de segurança da FIA.
Em relação a Flavio Briatore, o Conselho declara que, por um período ilimitado, a FIA não lhe dará o direito de dirigir nenhum evento internacional, copa, troféu, torneio ou série envolvendo seu nome nem dar licença para que um time o tenha como dirigente. A FIA também não permitirá que ele acesse os departamentos sob jurisdição da entidade.
Também não daremos licença a nenhum piloto associado (por meio de contrato ou algo do gênero) a Briatore, ou nenhum entidade ligada a seu nome.
Sobre Pat Symonds, o Conselho declara que, por um período de cinco anos, a FIA não lhe dará o direito de organizar eventos internacionais, campeonatos, troféus ou series envolvendo seu nome. Ele não terá também acesso a nenhuma organização sob jurisdição da FIA.
Em relação a Nelsinho, o Conselho confirma que ele foi imunizado de acordo com o Código Internacional do Esporte, já que a FIA lhe assegurou imunidade após suas declarações voluntárias.
Sobre Fernando Alonso, o Conselho agradece por sua cooperação com as investigações da FIA e por comparecer à reunião e conclui que ele não estava envolvido na conspiração da Renault.

Nenhum comentário: