sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Copa do Mundo - Primeiro Raio X

Faltando menos de um ano para o início da Copa do Mundo de 2010, 11 seleções já estão classificadas. Dessas, quatro despontam como postulantes ao título. A primeira, como não poderia deixar de ser, é a do Brasil. Com um time equilibrado, Dunga conseguiu carimbar o passaporte para a África do Sul antes do esperado. Neste mês, venceu Argentina e Chile e demonstrou força nas Eliminatórias, garantindo a vaga com três rodadas de antecedência. Outra equipe que merece respeito é a Espanha. Atual campeã europeia, conseguiu a classificação no dia 9 de setembro, com sobras, vencendo os oito jogos que disputou. O time ainda marcou 21 gols e sofreu apenas dois. O maior problema da Fúria é a fama de amarelar em mundiais. Neste ano mesmo, acabou sendo eliminada pelos Estados Unidos na Copa das Confederações e perdeu um pouco da credibilidade.

Holanda e Inglaterra merecem respeito

Ainda na Europa, já estão na Copa a Holanda e a Inglaterra. As duas seleções costumam assustar antes das competições, mas, invariavelmente, perdem a força nos momentos decisivos. Apesar do retrospecto não muito bom, contam com jogadores de qualidade e não tiveram dificuldades para passar no sempre complicado vestibular europeu. Os ingleses venceram os oitos jogos disputados e, de quebra, chegaram ao Mundial com uma goleada por 5 x 1 em cima da Croácia. Os holandeses se classificaram no dia 6 de junho, com sete vitórias consecutivas na chave que contava com Macedônia, Escócia, Noruega e Islândia.



Segunda classe tem Paraguai, África do Sul e Gana

A segunda classe dos classificados é comandada pela anfitriã África do Sul, que pretende fazer valer o mando de campo para tentar, no máximo, chegar às quartas-de-final. Outro integrante dessa turma é o Paraguai, que costuma fazer boas campanhas nas eliminatórias, mas não dá tanto trabalho na Copa. Desta vez, com a força de sua boa defesa e os gols de Cabañas, sonha em passar das oitavas. Também da África vem a seleção de Gana, que joga um futebol bonito e passou fácil pelas eliminatórias. Como a zebra solta pode correr em sua terra natal, tem chances de eliminar uma favorita.
As outras quatro seleções classificadas devem ser apenas figurantes na África. Disputando jogos classificatórios menos competitivos, Coréias do Norte e do Sul, além de Japão e Austrália devem , no máximo, passar da primeira fase.


Alguns grandes ainda não estão no Mundial

Muita gente boa ainda luta por um lugar ao sol na África. Dos times campeões do mundo, os mais ameaçados são Argentina e Uruguai. O time de Maradona vai fazer uma partida de vida ou morte no dia 10 de outubro contra o Peru, em casa. Se perder, só um milagre o coloca no Mundial. Já a Celeste Olímpica está em sexto nas eliminatórias e tem dois jogos complicados pela frente, Equador, fora, e Argentina, em casa. Se perder as duas, está fora da Copa. Outros bichos papões, como França e Alemanha, podem ter que decidir o futuro num campo inóspito chamado repescagem.

Itália vai bem
- A Itália lidera seu grupo com a boa folga de quatro pontos e deve se classificar, mas haverá uma briga de foice entre Suécia e Portugal na Chave 6 para decidir quem vai ao Mundial. Faltando dois jogos, os suecos têm uma vantagem de dois pontos, mas vão enfrentar adversários, teoricamente, mais difíceis.

Período - A Copa do Mundo da África será disputada de 11 de junho a 11 de julho e contará com a participação de 32 seleções. Para este Mundial, o anfitrião já construiu cinco estádios e corre contra o tempo para finalizar todas as obras. A decisão do Mundial vai ser disputada no FNB Stadium, em Joanesburgo, com capacidade para 94.700 pessoas.

Africanos - Nas eliminatórias africanas, Costa do Marfim deve ser a próxima classificada, já que tem uma vantagem de seis pontos sobre Burkina Faso, segunda colocada do Grupo E. Nas outras chaves, as seleções mais próximas da vaga são Camarões, Tunísia e Argélia.

Subindo
- Brasil, que ganhou tudo o que disputou nos últimos dois anos e chega ao Mundial com a confiança em dia. O time de Dunga já levantou os troféus da Copa América e da Copa das Confederações, já goleou tradicionais rivais, como Itália, Argentina, Portugal e Uruguai, e tem um dos ataques mais fortes do mundo. Para completar, Kaká está louco para voltar a ser o melhor jogador do mundo em 2010.

Descendo - A Argentina, que é atualmente a grande decepção das eliminatórias. A geração é boa, o país tem o campeão da Libertadores, o Estudiantes, mas Maradona é um péssimo comandante. Ele não consegue unir o grupo, convoca mal e não sabe armar uma equipe competitiva. Jogando contra o Brasil, apostou em apenas um marcador no meio-campo, Mascherano, e, sem dar proteção à zaga, levou um baile em Rosário.

Curtas

- Antes de perder na Copa das Confederações para os Estados Unidos, por 2 x 0, a Espanha estava invicta havia 35 partidas.

- O técnico da Inglaterra é o italiano Fabio Cappello, que conseguiu rearmar a equipe após a não participação na Euro 2008.


Convocação - Ontem, o técnico Dunga convocou a seleção para os últimos jogos das eliminatórias, contra Bolívia, dia 11 de outubro, em La Paz, e a Venezuela, dia 14, em Campo Grande. As novidades foram o zagueiro Naldo, do Werder Bremen, e o meia Alex, do Spartak Moscou e ex-Inter. O atacante Diego Tardelli, do Atlético-MG, foi chamado para o lugar de Robinho, que está machucado. Outra baixa foi o meio-campista Felipe Melo, suspenso.

Convocados

Goleiros
Julio César (Inter de Milão)
Victor (Grêmio)

Laterais
Maicon (Inter de Milão)
Daniel Alves (Barcelona)
André Santos (Fenerbahçe)
Filipe Luis (La Coruña)

Zagueiros
Lucio (Inter de Milão)
Luisão (Benfica)
Juan (Roma)
Miranda (São Paulo)
Naldo (Werder Bremen)

Meio-campistas

Gilberto Silva (Panathinaikos)
Josué (Wolfsburg)
Lucas (Liverpool)
Kaká (Real Madrid)
Ramires (Benfica)
Elano (Galatasaray)
Sandro (Internacional)
Alex (Spartak Moscou)
Diego Souza (Palmeiras)

Atacantes

Nilmar (Villarreal)
Adriano (Flamengo)
Luis Fabiano (Sevilla)
Diego Tardelli (Atlético-MG)

Nenhum comentário: