quarta-feira, 14 de outubro de 2009

ASA tem alternativas de receita

Na última sexta-feira, o tema destacado neste espaço foi a falta de perspectivas dos três grandes times da capital: CRB, CSA e Corinthians-AL. Hoje, a análise é um pouco mais otimista e veste uma tradicional camisa alvinegra.
O ASA está diante do maior desafio da sua história: disputar bem e se manter na Série B do Campeonato Brasileiro. A competição é organizada, transmitida aos quatro cantos do País em TVs aberta e fechada e atraente para os patrocinadores. Além disso, os seus participantes têm cotas altas, que, se bem administradas, podem representar um salto de qualidade para os clubes.
O Alvinegro está na vitrine e, ao contrário dos rivais da capital, tem boas fontes de arrecadação. Como a cidade de Arapiraca está fechada com o time, a venda de produtos do Fantasma já está movimentando o comércio local. Além disso, se as promessas forem cumpridas e o estádio Coaracy da Matta Fonseca ficar pronto a tempo, as bilheterias do Municipal vão arrecadar muito durante a Série B. Motivação não falta aos torcedores. Além disso, Arapiraca é a cidade mais desenvolvida do interior alagoano e não será difícil conseguir um pool de patrocinadores, a começar pela prefeitura. Além disso, a diretoria busca parceiros nacionais, como a Vivo, que já foi contatada.
O aporte de capital é animador, mas a permanência nessa elite não é fácil. Provavelmente, o ASA terá uma das folhas salariais mais baixas da Série B, isso porque haverá concorrentes de peso, com patrocinadores muito mais fortes e maiores cotas de TV. O desafio é não desperdiçar os recursos obtidos.
O planejamento para 2010 já foi esboçado pela diretoria. A meta é manter para o próximo ano 60% do time que foi vice-campeão da Série C. A partir daí será formada uma nova equipe durante o Campeonato Alagoano, que servirá de ensaio geral para a Segundona. A ordem é investir em jogadores não tão caros, mas com potencial, e contratar três ou quatro jogadores de mais qualidade, que possam chamar a responsabilidade das partidas mais difíceis.
Dessa forma e sob o forte comando do técnico Vica, o Alvinegro vai tentar seguir o seu caminho ascendente e não desperdiçar a oportunidade de se transformar, de vez, no principal clube do Estado.

Vantagem alvinegra -A vantagem do ASA em relação ao CRB e ao CSA é que o Alvinegro não tem concorrentes em Arapiraca. A torcida se concentra em apenas um clube, e o investimento da cidade no futebol também tem um único destino. Além disso, o ASA treina e joga num estádio municipal e não precisa gastar parte dos seus recursos com reformas ou manutenção. Assim, a grana costuma ser direcionada com mais força ao Departamento de Futebol.

Nenhum comentário: