quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Imortal, Fluminense está na final da Sul-Americana


A vitória do Fluminense sobre o Cerro Porteño, ontem, foi épica. Nada parecia dar certo em campo: Maicon sofreu lesão muscular, Fred perdia gols fáceis, Digão saiu de campo com o pé fraturado e o Tricolor era derrotado até os 47 minutos do segundo tempo pelo o violento e catimbeiro time paraguaio.
Mas eis que veio o milagre. Com a cabeça enfaixada, o zagueiro Gum ganhou da defesa do Cerro e empatou a partida. O resultado já daria a vaga ao Tricolor nas finais da Sul-Americana, mas ainda faltavam os requintes de crueldade. Aos 49, Alan recebeu a bola quase na linha do meio-campo, se livrou do excelente goleiro Barreto, que estava adiantado, com um drible desconcertante, percorreu quase todo o campo de ataque e fez o gol da vitória. Impressionante! Depois, as cenas lamentáveis de pancadaria nem merecem comentário.

Invencível - O Fluminense não perde há doze jogos, e conquistou ontem a sétima vitória consecutiva. Se vencer as próximas quatro partidas, vai tranformar um ano perdido numa das mais belas lições de perseverança do futebol.

Fluminense - Rafael, Gum, Dalton e Digão (Carlos Eduardo); Mariano, Diogo, Conca, Diguinho e Marquinho (Adeílson); Maicon (Alan) e Fred. Barreto, Irrazabal, Herner (Piris), Torren e Cardozo; Cáceres, Villarreal, Britez e Recalde (Ortiz); Nanni e Ramirez (Nuñes). Técnico: Cuca.

Cerro - Barreto, Irrazabal, Herner (Piris), Torren e Cardozo; Cáceres, Villarreal, Britez e Recalde (Ortiz); Nanni e Ramirez (Nuñes).Técnico: Pedro Troglio.

Nenhum comentário: