domingo, 6 de dezembro de 2009

Hoje sai o campeão brasileiro

O Campeonato Brasileiro que termina nesta tarde foi um dos mais disputados da história. Quatro clubes chegaram à última rodada em condições de ficar com a taça, Flamengo, Inter, Palmeiras e São Paulo, mas podemos dizer que há um favorito. O Rubro-Negro tem dois pontos de vantagem sobre os outros três, joga em casa contra um desmotivado Grêmio e depende apenas de uma vitória para ser campeão. O cenário está tão óbvio que assusta a massa flamenga.
Há duas semanas, em condições parecidas, o Fla não saiu de um empate por 0 x 0 com o Goiás e decepcionou os mais de 80 mil torcedores que dividiram o espaço e a ansiedade no Maracanã. Hoje, a situação é parecida. A principal diferença está na motivação do adversário. Os goianos foram, provavelmente, incentivados pela mala branca dos rivais do Flamengo. Assim, correu mais naquele jogo do que em todo o campeonato, mesmo quando ainda sonhava com o título. Hoje, o Grêmio pode dar o título ao seu inimigo histórico, o Inter, se arrancar pontos do clube carioca. O lado azul do Rio Grande pode, pela primeira vez, torcer contra o Tricolor. O preço é bem alto, mas, eticamente, os jogadores do Grêmio ficariam marcados se entregassem a partida ao Flamengo numa bandeja de prata, como pede parte da torcida. A partida vai ser acompanhada por milhões de brasileiros e, principalmente, pelos auditores do STJD, que estão de olho no Grêmio.
Esse risco pode abalar um campeonato marcado pelo baixo nível técnico das equipes, mas por grande competitividade. Quem conseguiu montar elencos com dois jogadores diferenciados, obteve sucesso na competição, mesmo que o restante do time não fosse tão bom. Espero que as equipes se entreguem nas partidas de hoje e, principalmente, que não haja resultados arranjados. Isso iria ferir mortalmente a disputa e manchar a honra dos atletas.

Números - Nesse Brasileirão, o melhor ataque é o do Grêmio, com 66 gols marcados em 37 rodadas. O pior é o do Atlético-PR, que fez apenas 40. A melhor defesa é a do Inter, com 41 gols sofridos, e a pior é a do Náutico, que foi vazada 70 vezes.

Números 2 - O placar mais repetido nesse Brasileiro foi 1 x 0, e a maior goleada foi aplicada pelo Coritiba em cima do Flamengo, por 5 x 0, no Paraná. Fla e Inter foram os times que mais venceram - 18 vezes-, e o Botafogo o que mais empatou, 14. O time que mais perdeu foi o lanterna Sport, com 20 derrotas.

Artilheiro - A disputa pela artilharia do Brasileirão também vai ser decidida hoje. Diego Tardelli, do Atlético-MG, e Adriano, do Flamengo, lideram o ranking dos goleadores, com 19 gols em 28 jogos disputados. Logo atrás vem Val Baiano, do Barueri, com 18 gols em 27 partidas.

Assistências - O alagoano Cleiton Xavier, do Palmeiras, é o campeão de assistências no Brasileirão. Ele já deixou o companheiro na cara do gol em 19 oportunidades. Os números mostram a importância do jogador para a equipe.

Ladrão de bolas
- O volante Williams, do Flamengo, é o campeão de roubadas de bola na competição. Ele já desarmou os adversários 138 vezes neste Brasileiro


Charge: Marcelo San/OJornal-AL

Nenhum comentário: