quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Lesões antes da Copa

Faltando pouco mais de seis meses para o início da Copa do Mundo, um problema atormenta os grandes astros do futebol: o risco de lesões. O alagoano Pepe (foto), por exemplo, sofreu uma séria lesão no joelho e pode desfalcar a seleção portuguesa. Hoje, o jogador se submeteu a uma cirurgia e, na melhor das hipóteses, volta a jogar entre abril e maio, bem perto do início do Mundial.
O preparador físico da seleção, Paulo Paixão, revelou esta semana que ele e o restante da comissão técnica estão monitorando os jogadores que podem fazer parte do elenco brasileiro na Copa. O contato com os atletas é feito semanalmente, e eles falam sobre o estágio da preparação física e se estão sentindo algum desconforto. O meia Kaká, por exemplo, ligou para Paixão para falar sobre a pequena lesão que o afastou da partida entre Real Madrid e Valencia.
Quem está voltando aos gramados após um ano de muitas contusões é o zagueiro Juan, que disse estar plenamente recuperado e focado na missão de retornar à zaga da seleção brasileira. Em janeiro, ele pretende estar no auge de seu condicionamento físico na Roma.
Há também uma tendência de que alguns jogadores se poupem no próximo semestre. Nas divididas, são poucos os atacantes que encaram zagueiros mais voluntariosos num ano de Mundial. O prejuízo de uma lesão pode ser esportivo e, principalmente, financeiro.

Nenhum comentário: