domingo, 3 de janeiro de 2010

Em 2010, ASA enfrenta o desafio da Série B

A grande expectativa do futebol alagoano em 2010 vai se concentrar no ASA. Depois de passar pelo ano mais vitorioso de sua história, o Alvinegro tem a missão de defender o Estado na Série B, uma competição bem organizada, rentável e de grande projeção nacional.
O desafio não vai ser vencido com facilidade. O ASA deve ter o menor orçamento da Segundona e vai precisar montar uma equipe competitiva sem muitos recursos. Para isso, conta com a experiência do técnico Vica e a boa base que ficou no clube após o vice-campeonato da Série C.
Para o Estadual, o time já está pronto e vai entrar em campo como favorito para conquistar o bicampeonato. Para a Série B, a equipe vai precisar de reforços pontuais, principalmente no setor ofensivo. Depois de perder o centroavante Nena, artilheiro e um dos destaques do time na Terceirona, o clube vai apostar durante o Alagoano na promessa Júnior Viçosa. No Brasileiro, Vica deve precisar de um jogador mais experiente para a posição e com faro de gol comprovado.
Na zaga, o Alvinegro perdeu os titulares Paulão e Leandro, e o treinador vai começar a montar uma nova formação, provavelmente com Edson Veneno e Plínio. Na lateral-esquerda, Wesley, ex-jogador do Paulista-SP, chega para ser o dono da posição.

CSA I

Nesta temporada, o CSA tenta se reerguer pela segunda vez em menos de dez anos. A lição da queda para a Segunda Divisão não foi aprendida pelos cartolas azulinos e, no ano passado, o maior detentor de títulos do Estado passou por outro vexame.

CSA II

A dor da queda ainda continua sendo sentida pela torcida do CSA, mas, nesse momento, a massa precisa intensificar o apoio. Unido, o Azulão voltará a ser forte e sua passagem pela Segundona vai ser rápida. O clube só precisa agora se reestruturar e se voltar para a formação de talentos no Mutange.

Jogo das Estrelas

Grandes destaques do futebol alagoano em 2009, Marta, Souza e Cleiton Xavier não marcaram presença no Jogo das Estrelas, disputado na última terça-feira, no Nelsão. A ausência dos três tirou um pouco do brilho da festa e frustrou muitos torcedores.

Nenhum comentário: