quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Dunga já formou sua "família"

Dunga parece estar decidido a comprar a briga contra a convocação de Ronaldinho Gaúcho. O treinador está convicto de que o tempo do meia do Milan já passou, tanto que demonstra o mesmo comportamento de Felipão na época em que a torcida pedia Romário. O atual técnico da seleção até muda a feição quando é questionado sobre o momento de Ronaldinho.
Dunga segue os caminhos de Luiz Felipe. Formou um grupo de sua confiança, e talvez Gaúcho tenha recuperado muito tarde a sua forma. A menos que o técnico esteja blefando, os nomes para o meio-campo já estão praticamente definidos: Kaká, Josué, Julio Baptista, Elano, Gilberto Silva, Ramires, Felipe Melo e Kléberson. Se um desses não reunir condições de disputar o Mundial, Gaúcho seria uma alternativa. Outras seriam Diego, da Juventus, além de Cleiton Xavier e Diego Souza, do Palmeiras. Se analisarmos bem os nomes de confiança do treinador, vamos chegar à conclusão de que apenas Kaká e Baptista têm características mais ofensivas, o que pode prejudicar o grupo no caso de uma lesão do titular.
No ataque, as mudanças em relação aos nomes de Robinho, Luís Fabiano, Nilmar e Adriano vão acontecer nas mesmas condições do meio-campo. Assim, Ronaldo, Fred e Vagner Love correm muito por fora.

Morumbi - A Fifa resolveu mesmo pegar no pé dos administradores do Morumbi. Por falta de espaço para ampliar o estacionamento, a praça esportiva corre o risco de não sediar a abertura da Copa de 2014 e as semifinais, como foi previsto inicialmente. Os dirigentes do São Paulo, dono do estádio, garantem que vão ser feitas as adequações necessárias para acabar com as críticas da principal entidade do futebol.

Irônico - Em sua última entrevista, Dunga foi para o choque com a imprensa. Ele disse que bastou Robinho voltar ao futebol brasileiro, para começar a ser apoiado. “Na Inglaterra, ele era questionado. Veio para o Brasil e já começou a jogar bola outra vez. A melhora aconteceu no avião?”, alfinetou.

África do Sul - O técnico da seleção africana, Carlos Alberto Parreira, informou que o seu time deve fazer um amistoso contra o São Paulo no dia 3 de abril, no Morumbi. Os donos da Copa vão se preparar no Brasil e fazer outros amistosos com clubes do País.

Curingas - O  técnico Dunga já aderiu à moda dos novos treinadores: os curingas. Por ajudar os comandantes a não queimar cartuchos na formação dos grupos para os jogos, eles ganharam muita importância. Na seleção, o principal jogador com essas características é o lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona.Ele pode atuar na esquerda ou até ser adiantado para o meio. Outros atletas com essas características são Gilberto (Cruzeiro) e Michel Bastos (Lyon), que foram convocados para a lateral-esquerda, mas estão atuando como armadores em seus times.

Olho nele! - Wayne Rooney (foto), do Manchester United, continua impossível. Depois de resolver o clássico contra o Milan, pela Liga dos Campeões, o atacante chegou aos 23 gols na artilharia do Campeonato Inglês com os dois marcados na vitória de terça-feira de seu time sobre o West Ham, por 3 x 0. O jogador vai ser figura carimbada na Copa.

Plantão médico - Pela terceira vez no ano, o atacante Luís Fabiano está entregue ao Departamento Médico. O jogador sofreu uma lesão muscular no peito e desfalcou ontem o Sevilla pela Liga dos Campeões. Todas as vezes em que o Fabuloso não joga, Dunga intensifica suas preces.

Jogo - Terça-feira é dia de jogo da seleção contra a Irlanda, em Londres. O jogo começa às 17h (de Brasília) e vai servir para os convocados mostrarem serviço para o treinador e para os torcedores brasileiros.

Costa do Marfim - Adversária do Brasil na Copa, a Costa do Marfim anda em baixa. Desclassificado na Copa das Nações Africanas nas quartas-de-final, o time continua apresentando sérios problemas defensivos. No ataque, as jogadas ainda precisam passar pelos pés de Drogba. Marcando o craque, o time perde muito de sua força.

Desafetos - Não convide Maradona e Riquelme para a mesma festa. Eles não se suportam e não perdem oportunidades para se atacarem. Na semana passada, o meia do Boca disse que não tem a menor chance de ele trabalhar com Dom Diego na seleção argentina. Melhor para os adversários.

Crítica - A imprensa espanhola se remete nas manchetes, elogiando Cristiano Ronaldo e detonando Kaká. Normalmente calmo, o brasileiro anda furioso com a chuva de críticas.

Terry  - A seleção inglesa sofreu um sério abalo após o escândalo sexual envolvendo o ex-capitão Terry. O técnico Fábio Cappello vai ter que ter habilidade para o grupo não se dividir entre os que apoiam e condenam o zagueiro.

Um comentário:

Anônimo disse...

Keep posting stuff like this i really like it