quarta-feira, 26 de maio de 2010

O centroavante da seleção

O ataque da seleção está tirando o sono da comissão técnica. Não que os jogadores convocados sejam desqualificados. Luís Fabiano, Robinho, Nilmar e Grafite já demonstraram que podem ser decisivos para o time de Dunga, mas a referência inspira cuidados. Esse jogador que tem a responsabilidade de ser o artilheiro da equipe não consegue emplacar uma seqüência de jogos desde o final do ano passado. Luís Fabiano agora se recupera de uma lesão muscular, mas voltou aos treinamentos e, a principio, não vai ser cortado.
O que preocupa é o grau de importância do centroavante para a equipe. Nilmar, Robinho e Grafite não têm as características de Fabiano. Eles costumam cair mais pelas pontas, preparando as jogadas para o artilheiro. Adriano e Ronaldo também são homens de referência, mas, fora de forma, não foram chamados com inteira justiça.
Como um time, a seleção merece todo o respeito: tem jogadores de exceção, um sistema defensivo forte e um contra-ataque fulminante. Mas também têm alguns pontos fracos. A primeira dificuldade do time de Dunga está na marcação pelo lado esquerdo da defesa, já que nenhum lateral conseguiu se destacar no setor e Michel Bastos deve ganhar a vaga pela falta de concorrência. A segunda é a falta de peças para duas posições chave: como as de Kaká e de Luís Fabiano. Imprescindíveis, esses jogadores precisam estar bem física e tecnicamente para a seleção fazer sucesso na Copa da África. Hoje, eles não estão. Espero que a preparação física faça a diferença nesse período pré-Mundial.

Zaga forte - Dunga não deve ter dor de cabeça em relação à zaga. Temos quatro jogadores muito qualificados para o setor. Lúcio e Luisão são os beques rebatedores e Juan e Thiago Silva são jogadores mais técnicos. Não deveremos ter problemas com a defesa. Na lateral-direita também temos os velozes e habilidosos Maicon e Daniel Alves.

Curinga - Não vou ficar surpreso se Dunga lançar mão de Daniel Alves na equipe titular. A camisa 2 é de Maicon, mas o jogador do Barcelona também pode atuar no meio-campo ou até na lateral-esquerda. Ele já foi testado nessas posições pelo treinador nos últimos anos. Há quem garanta que, em caso de lesão ou suspensão de Kaká, Daniel assumiria seu posto.

Nenhum comentário: