domingo, 27 de junho de 2010

Alemanha elimina a Inglaterra

A Alemanha se classificou às quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul, neste domingo, ao conseguir uma vitória histórica em clássico contra a Inglaterra. Em partida disputada no Estádio Free State, na cidade de Bloemfontein, os alemães se impuseram e golearam os rivais por 4 a 1.
Garantida nas quartas de final, a Alemanha aguarda a definição do seu adversário no jogo marcado para o dia 3 de julho, na Cidade do Cabo. A seleção tricampeã mundial vai enfrentar a Argentina, que bateu hoje o México por 3 x 1.
As duas seleções entraram em campo para a disputa do clássico deste sábado pressionadas por campanhas irregulares na primeira fase. Enquanto os alemães foram derrotados em um dos seus jogos, os ingleses empataram duas partidas. Mas os alemães, com um futebol consistente, mostraram que podem lutar pelo título mundial na África do Sul.
Sem o contundido Cacau, a Alemanha ao menos contava com Schweinsteiger e Boateng, recuperados de lesões. O técnico Joachim Low decidiu manter apenas Klose enfiado na grande área, mas com as chegadas de Muller, Podolski e Ozil, que ajudavam na marcação no meio-de-campo. Na Inglaterra, Fabio Capello decidiu manter a equipe que venceu a Eslovênia por 1 a 0, na última rodada da fase de grupos, com o ataque sendo formado por Defoe e Rooney.
O primeiro tempo da partida foi eletrizante. Melhor em campo e se aproveitando de erros dos defensores adversários, a Alemanha criou várias chances de gol e abriu 2 a 0 com facilidade. A Inglaterra, porém, reagiu, marcou um gol, mas foi prejudicada pela arbitragem, que não deu um gol de Lampard. No segundo tempo, os alemães definiram o triunfo ao encaixar contra-ataques perfeitos e golearam os rivais.
Principal estrela da Inglaterra, o astro Wayne Rooney decepcionou nesta Copa do Mundo. O atacante não fez nenhum gol na competição e aumentou o seu jejum na seleção para nove jogos com mais uma atuação apagada. Já pelo lado da Alemanha, brilharam Klose, que chegou aos 12 gols na Copa do Mundo, e Muller, que marcou dois gols que foram decisivos para o triunfo.

Nenhum comentário: