quinta-feira, 17 de junho de 2010

Carta ao otimismo

Na coluna de ontem, expus todo o meu desagrado em relação à apresentação da seleção brasileira contra a Coreia do Norte. Hoje, exercitando meu lado compreensivo, vou falar sobre os pontos positivos do grupo de Dunga.
Historicamente, o Brasil vence com muitas dificuldades na estreia. Os adversários podem ser fortes ou frágeis, mas nossos jogadores não costumam dar espetáculo nos primeiros jogos. No título de 2002, por exemplo, iniciamos a campanha também com um sofrido 2 x 1, contra a Turquia. O adversário era, sem dúvida, bem mais qualificado do que a Coreia, mas, na época, as críticas sobre o time de Felipão foram bem parecidas.
Outra questão é que não devemos esperar grandes atuações da nossa seleção contra adversários retrancados. Esse é um realmente um defeito de fábrica. As melhores apresentações da equipe de Dunga foram registradas contra seleções tradicionais, como Itália, Inglaterra, Portugal e Argentina. Diante de adversários menos expressivos, nos complicamos nos amistosos e até em jogos das eliminatórias. A arma letal dessa seleção é seu contra-ataque em velocidade, que não funciona quando os adversários decidem apenas destruir nossas jogadas.
Nesse sentido, a preocupação pode ser realmente aguçada pela falta de ritmo de Kaká e Luís Fabiano. Nas grandes vitórias recentes da seleção, eles foram fundamentais na construção do tal contra-ataque letal.
Outro ponto positivo da seleção continua sendo a força de seu lado direito. Maicon está voando por ali e, no segundo tempo, se entendeu muito bem com Elano. Com o passar dos treinamentos, a tendência é que essa jogada ganhe ainda mais força e apresente mais dificuldades aos nossos marcadores. Contra a Coreia, os dois gols saíram por esse setor.

Raiva - A Espanha foi a grande decepção da primeira rodada. Com um retrospecto invejável antes da Copa, o time confirmou a fama de amarelão e foi derrotado, ontem, na estreia, pela retrancada Suíça. Por enquanto, a única seleção favorita que convenceu foi a Alemanha.


Encontro - Com a derrota de ontem da Espanha, aumentaram as possibilidades de a seleção brasileira enfrentá-la nas oitavas de final.

Um comentário:

ARTHURITO & JOY s2 disse...

MAICON E MAFIA AZUL !!!!

ZEROOOOOOOOOOOOO !!


VITOR GRAVA ESSA ...

RIQUELME VEM AI !!!

EU ACREDITOOOOOOOOOO !!!!