sexta-feira, 30 de julho de 2010

Nova escalação da seleção

Passada a convocação do técnico Mano Menezes, começa agora o trabalho de projeção sobre a equipe titular que vai enfrentar os Estados Unidos, no dia 10 de agosto, em Nova Jersey. O treinador gosta de trabalhar no esquema 4-2-3-1.
Dessa forma, o goleiro deve ser Victor (Grêmio), com a defesa sendo formada por alguns jogadores experientes, como o lateral-direito Daniel Alves (Barcelona), os zagueiros Thiago Silva (Milan) e David Luiz (Benfica), além do lateral-esquerdo André Santos, que já trabalhou com Mano no Corinthians e está atualmente no Fenerbaçe, da Turquia. No meio-campo, Lucas (Liverpool) e Ramires (Benfica) têm grandes chances de ficarem na cabeça de área. Um pouco mais à frente, o treinador deve escalar Paulo Henrique Ganso (Santos) como armador. Carlos Eduardo (Hoeffenheim), se for confirmado, deve cair mais como um ponta-esquerda. Essa posição também pode ser ocupada por Neymar (Santos). Do outro lado, Robinho, certamente, vai jogar aberto pela direita, com Alexandre Pato comandando o ataque.
O estilo da seleção vai mudar muito em relação aos tempos de Dunga. Mano, teoricamente, é adepto de um estilo mais ofensivo, mas ele precisa de atacantes que saibam ocupar espaços no meio-campo, como faziam Dentinho e Jorge Henrique no Corinthians, ou de meias que, em determinados momentos do jogo, possam atuar mais abertos pelas pontas. Seu esquema ideal é o do Barcelona. Dunga trabalhava mais no erro do adversário, sem muita posse de bola, mas com um contra-ataque perigoso.

Nenhum comentário: