terça-feira, 17 de agosto de 2010

A negociação de Neymar

Boa atuação de Neymar na seleção brasileira aumentou o interesse do Chelsea
A relação entre o destaque na seleção brasileira e a valorização no mercado europeu é imediata. Os dirigentes do Chelsea estavam esperando apenas o atacante Neymar fazer uma apresentação convincente com a camisa amarela para aumentarem a proposta pelo jogador. A última foi bem tentadora e gira em torno de R$ 69 milhões. Para cobrir a multa estipulada pelo Santos – que detém 60% dos direitos econômicos, e o Grupo Sonda, dono de 40% -, esse valor teria que chegar a quase R$ 80 milhões.
A diretoria do clube paulista insiste em lutar para manter o jogador, mas a tarefa parece não ser das mais fáceis. O pai de Neymar e o empresário do atleta, Wagner Ribeiro, já demonstraram nas últimas entrevistas que são favoráveis à transferência, e o clube começa a perder as rédeas da negociação.
O Peixe marcou uma reunião urgente com objetivo de apresentar ao atacante seu plano de manutenção de craques. O programa conta com a participação de investidores e, segundo os dirigentes, aumentaria os salários dos astros da equipe (leia-se Neymar e Ganso) na medida em que eles forem conquistando prêmios coletivos e individuais.
Mesmo com essa novidade, são grandes as possibilidades de o jogador, de apenas 19 anos, deixar mesmo a Vila Belmiro. Neymar parece estar seduzido com a projeção do Chelsea, e, principalmente, com seu percentual no negócio.
Caso o Santos decida forçar a barra para mantê-lo, pode sofrer retaliações do próprio atleta. Se isso acontecer, caros leitores, garanto que é impossível segurar um profissional insatisfeito. Boleiros e empresários têm várias formas para forçar uma transferência no futebol. Robinho e Ronaldinho Gaúcho que o digam.

Nenhum comentário: