sábado, 21 de agosto de 2010

Ronaldo precisa conviver com a dor

O atacante Ronaldo já sabe que seu corpo, cansado de guerra, não suportará muito tempo de futebol profissional. O Fenômeno começou a jogar em alto nível muito cedo, com 16 anos, e sempre foi caçado pelos zagueiros. Ele sofreu uma série de lesões que fazem o obrigam a conviver com a dor.
Além disso, aos 34 anos, Ronaldo precisa conviver com um problema que já encurtou a carreira de vários jogadores: a tendência de ganhar peso. Quando o Fenômeno sofre uma lesão e precisa parar, seu duelo com a balança o atormenta e o tempo necessário para ele readquirir condições mínimas de jogo aumenta seu desgaste.
Nesta semana, depois de ser vetado para a partida contra o Avai, Ronaldo falou abertamente que está perto da aposentadoria. Ele disse que vai fazer um grande esforço para tentar voltar a jogar em alto nível, como no ano passado, para se despedir do Corinthians e do futebol com pompa e circunstância. Sua meta é o título brasileiro, mas o jogador também deixou claro que se voltar e for obrigado a parar por mais alguns meses, não deve prolongar o sofrimento: “Posso realmente deixar o futebol sem aviso prévio”, declarou.

Nenhum comentário: