quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Análise dos líderes do Brasileirão

Corinthians venceu o clássico contra o Fluminense por 2 x 1
O Fluminense foi derrotado pelo Corinthians, por 2 x 1, ontem, no Engenhão, e deixou aberta a disputa pelo título do Brasileirão. O Tricolor vem caindo de produção há seis rodadas e talvez esteja pagando pelos graves erros cometidos pela diretoria na fase final de contratações.
O maior dele foi não ter investido num goleiro de confiança, já que Fernando Henrique teve todas as oportunidades e ainda não convenceu com a camisa número 1, e na formação de uma zaga mais qualificada. Um time que pretende ser campeão não pode ter o fraco André Luís como titular. O acerto com o volante Belletti, fora de forma e já em decadência, também foi um equívoco do clube, que também não foi buscar uma peça de reposição à altura depois da saída do excelente atacante Alan.
Somando essas deficiências à perda do Maracanã e às lesões de Emerson, Fred, Diogo e Diguinho, jogadores hoje fundamentais no esquema de Muricy, encontraremos as respostas para o desequilíbrio da equipe. O Tricolor não se sente à vontade no Engenhão. Sua torcida não gosta de lá e vai ser complicado mudar esses hábitos no decorrer da competição. Diante dos problemas, resta ao treinador tentar ajustar o posicionamento de Deco e Conca, dois armadores diferenciados, tentar melhorar o sistema de marcação e rezar para que os lesionados voltem o mais rápido possível ao time. Com Fred e Emerson, o Flu vai ser uma equipe muito mais difícil de ser batida.

Corinthians - Vice-líder do campeonato, o Corinthians também tem suas dificuldades. Sem Ronaldo, o Timão sofre pela falta de um homem-gol. Ontem, pelo menos, foi bem melhor que o Fluminense por causa da consistência do seu sistema defensivo. O meio-campo também é mais combativo que o do Tricolor e o goleiro Julio César ainda faz a diferença, Fernando Henrique não.

Cruzeiro - Outro sério candidato ao título é o Cruzeiro, que bateu ontem o Guarani por 4 x 2, em Minas,  e chegou aos 40 pontos, encostando em Fluminense e Corinthians. A Raposa se fortaleceu com a chegada do argentino Montillo e manteve 80% do elenco que chegou à final da Libertadores no ano passado. Por enquanto, com o técnico Cuca, o time está dando liga, mas, assim como o Flu, perdeu a sua casa. Com a reforma do Mineirão, o time terá mais dificuldades para manter a escala ascendente.

Nenhum comentário: