domingo, 5 de setembro de 2010

Mundial de Basquete em foco

Marcelinho Machado é um dos destaques da seleção brasileira
Uma das principais atrações esportivas do mês é o Mundial de Basquete, que está sendo realizado na Turquia. A competição é disputada a cada quatro anos e tem como atual campeã a Espanha.
A seleção brasileira passou por um processo de reformulação. Depois de sucessivos fracassos, a Confederação resolveu apostar no técnico argentino Rúben Magnano, que ajudou a montar a base campioníssima de seu país.
Na primeira fase, a seleção oscilou. Venceu os dois primeiros jogos, contra Irã e Tunísia, com relativa facilidade e empolgou a torcida na derrota para os poderosos norte-americanos por apenas dois pontos de diferença. A qualidade do basquete apresentado pelo Brasil nessa partida aumentou as expectativas em relação ao time, mas, no dia seguinte, a derrota por 80 x 77 para a Eslovênia diminuiu um pouco a confiança dos próprios jogadores.
O Brasil garantiu a classificação para as oitavas de final na última quinta, vencendo a Croácia por 92 x 74, e pega na próxima terça-feira a Argentina, campeã olímpica de 2004 e que se orgulha de ter a equipe mais temida do Continente. A turma de Magnano vai ser devidamente testada nessa partida eliminatória. O armador Leandrinho e o ala Marcelinho Machado são as grandes esperanças do Brasil de buscar o tricampeonato mundial. “Vai ser um grande jogo. São dois rivais eternos. Na última vez em que nos enfrentamos em competições oficiais, ganhamos. Foi na Copa América. Agora é partir para cima e ficar entre os oito”, comentou Marcelinho.
Os argentinos foram campeões da competição apenas em 1950 e confiam no talento do excelente Luis Scola, melhor jogador do Mundial até agora, para fazer a diferença no clássico. Quem gosta de basquete não pode perder esse duelo, marcado para as 15h de terça.

Dor - O pivô Anderson Varejão foi poupado dos três primeiros jogos da seleção por causa de uma lesão no tornozelo. O jogador entrou em quadra nas outras disputas da fase de classificação, mas ainda precisa conviver com a dor e a falta de ritmo. Nesse confronto com a Argentina, sua presença vai ser muito importante para o encaixe do jogo brasileiro.

Histórico - A antiga Iugoslávia foi o país que conquistou mais títulos mundiais de basquete. Foram cinco troféus levantados por eles, em 1970, 1978, 1990, 1998 e 2002. Os EUA estão em segundo lugar, com o ouro de 1954, 1986 e 1994. A antiga União Soviética também conquistou três vezes a competição, e o Brasil aparece em quarto lugar, com os títulos de 1959 e 1963.

Olho neles - Os Estados Unidos não devem ter a menor dificuldade para chegar às quartas de final. Amanhã, ao meio-dia, eles enfrentarão a apenas esforçada Angola. Além do duelo Brasil e Argentina, o confronto Lituânia x China, terça-feira, às 12h, vai mexer com a torcida turca nessa etapa do Mundial.

Nenhum comentário: