sábado, 11 de setembro de 2010

Realçado o vermelho da Ferrari

O espanhol Fernando Alonso fez a pole para o GP de Monza, na Itália
O tradicional GP de Monza vai ser disputado amanhã, a partir das 9h, manchado pelo molho da pizza aquecida no forno da FIA. Na última quarta-feira, a Ferrari escapou ilesa da punição pela armação na corrida da Hungria, quando o brasileiro Felipe Massa recebeu ordens pelo rádio para deixar Fernando Alonso passar.
Mais uma vez, a Fórmula 1 foi vítima do poder de seus cartolas, que colocam os interesses pessoais e das grandes empresas que defendem acima das questões esportivas. Ética foi uma palavra expulsa dos GPs há muitos anos.
O tempo entre o caso e o julgamento já deu margens a suspeitas de que nenhuma punição severa seria imposta à Ferrari e seus pilotos. O presidente da FIA, Jean Todt, era um dos cabeças da equipe no período em que esse tipo de manobra ajudava Michael Schumacher a arrumar resultados para manter sua hegemonia. Não seria agora, no comando da entidade, que ele iria mudar seu pensamento.
A vergonha recente protagonizada por Renault, Nelsinho Piquet, Flavio Briatore e Fernando Alonso demonstrou que mesmo casos graves de manipulação são aceitos até com certa naturalidade neste grande circo. Hoje, a Ferrari vai correr mais vermelha do que nunca em sua casa. A vergonha vai realçar a cor dos carros de Massa e Alonso.

Hamilton - Na casa da Ferrari, Lewis Hamilton vai defender a liderança do Mundial com sua equilibrada McLaren. O carro inglês está longe de ser o mais rápido do grid, mas a consistência de Hamilton na temporada o colocou na ponta, com 189 pontos, três a mais do que o vice-líder, Mark Webber, da possante - mas, às vezes - inconstante RBR.

Mais afastados - Com 151 pontos, Sebastian Vettel, da RBR, vai tentar se redimir das barbeiragens cometidas no GP da Bélgica, que lhe custaram pontos importantíssimos na luta pelo titulo. Em quarto lugar aparece Jenson Button, da McLaren, com 147, e o quinto é Fernando Alonso, com 141.

Massa - O brasileiro Felipe Massa espera que o tempo cure as feridas abertas na corrida da Hungria. Ele perdeu a pose e o discurso ao deixar Alonso ultrapassá-lo e deve seguir na temporada como mero coadjuvante. O quarto lugar conquistado na Bélgica deu o tom daquele que deve ser seu ritmo nas seis provas que restam.

Calendário - O GP de amanhã da Itália começa às 9h de Brasília. No mesmo horário, vai ser disputado o GP de Cingapura, no próximo dia 26. Em outubro, entram em cena as corridas da madrugada. No dia 10, vai ser realizado o GP do Japão, às 3h, e 14 dias depois o destaque vai ser a corrida da Coreia, às 4h. Fechando a temporada, em novembro, vão ser disputados os GPs do Brasil, às 14h do dia 7, e de Abu Dhabi, às 11h do dia 14.

Grid - Alonso fez a pole no treino de hoje, e Massa vai largar em terceiro. Button fez o segundo melhor tempo e o líder Hamilton ficou apenas na quinta colocação. Correndo em casa, principalmente com Alonso, a Ferrari tem boas chances de vitória amanhã.

GRID DE LARGADA DO GRANDE PRÊMIO DA ITÁLIA
 1º - Fernando Alonso (ESP) Ferrari - 1m21s962
2º - Jenson Button (ING) McLaren-Mercedes - 1m22s084
3º - Felipe Massa (BRA) Ferrari - 1m22s293
4º - Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - 1m22s433
5º - Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - 1m22s623
6º - Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - 1m22s675
7º - Nico Rosberg (ALE) Mercedes - 1m23s027
8º - Nico Hulkenberg (ALE) Williams-Cosworth - 1m23s037
9º - Robert Kubica (POL) Renault - 1m23s039
10º - Rubens Barrichello (BRA) Williams-Cosworth - 1m23s328
11º - Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - 1m23s199
12º - Michael Schumacher (ALE) Mercedes - 1m23s388
13º - Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari - 1m23s659
14º - Sebastian Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari - 1m23s681
15º - Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari - 1m23s919
16º - Pedro de la Rosa (ESP) Sauber-Ferrari - 1m24s044
17º - Jarno Trulli (ITA) Lotus-Cosworth - 1m25s540
18º - Heikki Kovalainen (FIN) Lotus-Cosworth - 1m25s742
19º - Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India-Mercedes - 1m25s774
20º - Vitaly Petrov (RUS) Renault - punido (atrapalhou Glock no treino)
21º - Lucas Di Grassi (BRA) Virgin-Cosworth - 1m25s974
22º - Bruno Senna (BRA) Hispania-Cosworth - 1m26s847
23º - Sakon Yamamoto (JAP) Hispania-Cosworth - 1m27s020
24º - Timo Glock (ALE) Virgin-Cosworth - punido (troca de câmbio)

Nenhum comentário: