segunda-feira, 11 de outubro de 2010

As cotas de TV dos clubes do Brasileirão

Aos poucos, os clubes brasileiros conseguem avançar no valor arrecadado com cotas de TV. No ano passado, os recursos obtidos pelos times com essa fatia do bolo representaram 28% do valor total da receita anual. De acordo com a análise da consultora Crowe Horwath RCS, o Flamengo está em primeiro lugar na lista, com R$ 44.252. Curiosamente, o Corinthians, dono da segunda maior torcida do País, é apenas o sexto colocado, com R$ 29.005. O Palmeiras é o vice-líder do ranking, com R$ 38.220

Comparação - Em 2008, a participação da TV sobre o total gerado era de 23%, mesmos números de 2007. Em 2009, a evolução foi de 5%. As receitas de televisão apresentadas levam em conta os campeonatos estaduais, o Brasileiro, a Taça Libertadores, a Sul-Americana e a Copa do Brasil.

As receitas TV dos clubes Brasileiros em 2009


Clubes
2009 (R$)
2008(R$)
Variação
2009 (€)
1
Flamengo - RJ
R$ 44.252.000
R$ 27.812.000
59%
19.037.000 €
2
Palmeiras - SP
R$ 38.220.000
R$ 30.372.000
26%
16.442.000 €
3
São Paulo - SP
R$ 37.074.000
R$ 27.320.000
36%
15.949.000 €
4
Internacional - RS
R$ 31.022.000
R$ 21.688.000
43%
13.343.000 €
5
Cruzeiro - MG
R$ 30.170.000
R$ 21.783.000
39%
12.977.000 €
6
Corinthians - SP
R$ 29.005.000
R$ 25.632.000
13%
12.476.000 €
7
Santos - SP
R$ 27.960.000
R$ 25.857.000
8%
12.026.000 €
8
Atlético - MG
R$ 27.579.000
R$ 20.209.000
36%
11.862.000 €
9
Grêmio - RS
R$ 27.575.000
R$ 18.421.000
50%
11.861.000 €
10
Fluminense - RJ
R$ 27.499.000
R$ 20.842.000
32%
11.828.000 €
11
Botafogo - RJ
R$ 24.269.000
R$ 19.646.000
24%
10.439.000 €
12
Atlético - PR
R$ 13.752.000
R$ 9.100.000
51%
5.916.000 €
13
Goiás - GO
R$ 12.650.000
R$ 10.436.000
21%
5.442.000 €
14
Portuguesa - SP
R$ 9.226.000
R$ 12.513.000
-26%
3.969.000 €
15
Ponte Preta - SP
R$ 2.070.000
R$ 2.336.000
-11%
890.000 €
16
São Caetano - SP
R$ 2.040.000
R$ 2.087.000
-2%
877.000 €
17
Paraná - PR
R$ 1.418.000
R$ 1.327.000
7%
609.000 €
18
Figueirense - SC
R$ 869.000
R$ 5.849.000
-85%
373.000 €

Nenhum comentário: