domingo, 10 de outubro de 2010

Blog entrevista as feras do vôlei de praia

Emanuel e Alison venceram a etapa de Maceió
O vôlei de praia do Brasil tenta retomar a hegemonia da modalidade. Atualmente, não temos os campeões do mundo nem os donos das principais medalhas olímpicas. Há uma renovação no Circuito Nacional, e isso interfere um pouco na conquista de resultados expressivos. Olhando para as duplas que disputam as principais competições do mundo, vamos sentir falta de Adriana Behar/Shelda e perceber que os quase imbatíveis Ricardo e Emanuel não atuam mais juntos. Eles abriram passagem para as novas gerações, que, a custa de muito treinamento, já pensam nos Jogos Olímpicos de Londres. A sul-mato-grosensse Talita, revelada pelo CRB, fala abertamente sobre o projeto Londres 2012 e tentará, provavelmente ao lado de sua nova parceira, Maria Elisa, medalhar daqui a dois anos, já que foi quarta colocada em Pequim.
Em se tratando de Jogos Olímpicos, é importante dar o devido crédito ao excelente trabalho feito pelas duplas norte-americanas. Elas parecem inofensivas em algumas etapas do Circuito Mundial, mas não perdem o foco no principal objetivo. Foi assim em Pequim, com Dalhausser /Rogers e May-Treanor /Walsh. Nas quatro Olimpíadas que contaram com o vôlei de praia, os norte-americanos conquistaram cinco medalhas de ouro, sendo três com os homens e duas com as mulheres. Nós subimos ao alto do pódio apenas em 1996, com Jackeline/Sandra, em Atlanta, e em 2004, com Ricardo/Emanuel, em Atenas.

 Emanuel renova o gás na areia

Alison enfrenta o bloqueio de Ricardo, ex-parceiro de Emanuel
Conversei hoje com o campeão olímpico Emanuel, que venceu a etapa de Maceió do Circuito Nacional, e ele disse que há muitos países copiando o jogo brasileiro. "Nosso diferencial é a criatividade, mas o estilo está sendo imitado por duplas que começam a ganhar destaque, como as alemãs. Os Estados Unidos realmente têm projetos diferenciados para as Olimpíadas e, até pelo excelente trabalho mental que fazem com os atletas, vão ser sempre os nossos maiores adversários nos Jogos", comentou Emanuel, que, mesmo com 37 anos, renovou o ânimo para disputar os Jogos Olímpicos.
"Estou muito feliz com minha parceria com o Alison, um jogador jovem, de 24 anos, que tem um grande potencial. Neste domingo, por exemplo, ele jogou demais e foi fundamental para a vitória sobre a dupla Ricardo/Márcio. Diria que nossa dupla está encontrando a maturidade, aspecto fundamental para grandes conquistas", emendou.
Grande destaque da final de hoje da etapa de Maceió, Alison comemora a parceria com um dos maiores jogadores da história do vôlei de praia. "O Emanuel é uma referência da modalidade e o time está cada vez mais forte. No próximo ano, vamos investir pesado na luta para chegar às Olimpíadas e estou muito confiante", disse Alison, que brilhou na vitória por 2 sets a 0 sobre Márcio/Ricardo. "Hoje, os caras sacaram em cima de mim e fui feliz, virando a maioria das bolas", completou Alison.


Larissa e Juliana conquistaram 15 etapas neste ano
 Larissa fala sobre as principais adversárias 

Pentacampeã do mundo, Larissa ressalta a força do Brasil no Circuito Mundial. "Temos duplas de muita qualidade. Talita e Maria Elisa, que vencemos hoje na etapa de Maceió, formam um time fortíssimo. Obviamente, as norte-americanas são atletas muito qualificadas e sempre vão ser adversárias dificeis de serem batidas nos Jogos. Hoje, entre as mulheres, considero Brasil, Estados Unidos e China os paises mais fortes".
Parceira de Larissa, Juliana disse que o ouro olímpico é uma obsessão da dupla. "Sem dúvida, até porque enfrentamos alguns problemas nos Jogos de Pequim e não trouxemos uma medalha. Mas é uma obsessão positiva, sem excessos. Posso dizer que vivemos um grande momento, mas não podemos perder o foco".
Com a conquista da etapa de Maceió do Circuito Nacional, Juliana/Larissa levantaram 15 troféus somente nesta temporada. Hoje, elas venceram Talita/Maria Elisa por 2 sets a 1.

Crédito das fotos: Alberto Oliveira/CBV

Um comentário:

Jane disse...

Parabéns pela entrevista. O bom deste blog é que, além da simplicidade e correção dos textos, não copia, inova, corre atrás da notícia e sai na frente de outros.