terça-feira, 16 de novembro de 2010

O clássico Brasil x Argentina

Ronaldinho Gaúcho vai reencontrar Messi no clássico
O técnico Mano Menezes não dormiu um sono tranquilo nos últimos dias. O treinador da seleção brasileira vai enfrentar o seu primeiro grande teste amanhã, às 15h (de Brasília), contra a forte Argentina, no Catar.
Sem medo de errar, digo que a nossa maior rival segurou Dunga no cargo por quase quatro anos. A seleção multiplicou suas forças nos clássicos e, em cinco partidas, vencemos três, empatamos uma e perdemos uma, com o time olímpico. A primeira, inclusive, teve direito a goleada por 3 x 0 em Londres, no dia 3 de setembro de 2006, com  dois gols de Elano e um de Kaká. As desconfianças que pairavam sobre a cabeça do treinador começaram a ser dissipadas ali.
Por isso, Mano deve estar preocupado. A Argentina goleou a atual campeã do mundo, Espanha, por 4 x 1, no dia 7 de setembro, e parece ter melhorado após a saída de Maradona, que está mais para ex-jogador do que para técnico. Apostando na força de sua linha de frente, comandada por Messi e Tevez, os ´hermanos´ estão loucos para dar um susto na nova geração brasileira.
Esperto, o técnico da seleção esqueceu os problemas de Neymar e chamou aquela que considera a força máxima para o confronto. Perdeu Pato e Rafael, machucados, mas tem boas opções. Atento às críticas sobre o desempenho de seu time nas vitórias por 3 x 0 sobre o Irã e 2 x 0 diante da Ucrânia, Mano tirou da cartola Ronaldinho Gaúcho. Com isso, sua meta é dar mais qualidade técnica ao meio-campo canarinho.
O craque do Milan faz uma temporada bem mais instável do que a última, quando foi preterido por Dunga na Copa. Ele tem freqüentado o banco de reservas do Rubro-Negro e até cogita a possibilidade de se transferir para o Los Angeles Galaxy, dos EUA, no próximo ano.
Neymar também voltou à seleção brasileira
Creio que esse amistoso com a Argentina vai ser um divisor de águas na carreira do jogador. Se Ronaldinho for aproveitado entre os titulares e apresentar um bom futebol, pode recuperar a motivação e, aos 30 anos, resolver pagar outra vez o preço da fama. Com treinamento e dedicação, ele tem chances de fazer parte da família de Mano e fechar sua história na seleção somente depois da Copa de 2014. Se não aproveitar esta chance, deve seguir para os Estados Unidos, ganhar um pouco mais de dinheiro e iniciar o trajeto rumo à aposentadoria.
Mano confia em Ronaldinho. O treinador acha que ele pode suprir a ausência de Ganso e corrigir o principal defeito do time nos últimos amistosos: o passe. Saberemos na próxima quarta se o treinador terá a capacidade de motivar o craque. Ao menos, Gaúcho disse estar disposto a resgatar a mística da camisa 10 da seleção. Se o fizer contra a Argentina, ele e o técnico devem ter vida longa no escrete.

Histórico - Brasil e Argentina já se enfrentaram 97 vezes. A seleção leva vantagem no confronto, com 37 vitórias, contra 33 do nosso maior rival. O clássico ainda terminou empatado 23 vezes. Os dois times se enfrentam desde o dia 20 de setembro de 1914, quando a Argentina bateu o Brasil por 3 x 0 num amistoso disputado em Buenos Aires.

Sérgio Batista - O atual técnico da seleção argentina é o ex-volante Sérgio Batista, que formou o meio-campo campeão do mundo em 1986 ao lado de Giusti, Maradona e Enrique. Batista foi efetivado no cargo neste mês, mas viu sua seleção tropeçar no último amistoso, dia 8 de outubro, contra o Japão, quando perdeu por 1 x 0. Diante do Brasil, ele tenta recuperar a moral da tropa.

Argentina: Sergio Romero; Javier Zanetti, Nicolás Burdisso, Nicolás Pareja, Gabriel Heinze; Javier Mascherano, Ever Banega, Ángel Di María; Javier Pastore; Lionel Messi e Gonzalo Higuaín.

Brasil: Victor; Daniel Al-ves, Thiago Silva, David Luiz, André Santos; Ramires, Lucas, Elias, Ronaldinho; Robinho e Neymar.

Um comentário:

Anônimo disse...

I have interpret a few of the articles on your website at this very moment, and I extremely like your tastefulness of blogging. I added it to my favorites net period roster and resolve be checking promote soon. Divert contain into public notice my position as well and fail me be familiar with what you think. Thanks.