segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Messi deve perder a majestade

Espanhol Iniesta é favorito no prêmio da Fifa
O argentino Lionel Messi não é favorito para ficar com o troféu de melhor do mundo desta temporada. O fracasso da Argentina e do jogador na Copa do Mundo deve pesar na eleição. No Barcelona, o craque também não conseguiu o título da Liga dos Campeões e deve perder a disputa do dia 10 de janeiro, na Suíça, para seus companheiros Xavi e Iniesta, dois dos destaques da seleção espanhola na conquista do título da Copa do Mundo da África. Esta foi a primeira vez que os finalistas ao troféu de craque da Fifa jogam no mesmo clube. A ausência mais sentida da lista foi a do holandês Snejder, da Inter, que tanto se destacou na Copa como na Liga dos Campeões.
Na história do prêmio, o francês Zinedine Zidane foi o jogador mais laureado. Ele levou o troféu três vezes, foi segundo colocado uma vez e terceiro em outras duas. O brasileiro Ronaldo é vice-líder da disputa, com três conquistas, um segundo lugar e um terceiro. Logo atrás aparece Ronaldinho Gaúcho, que ficou com o prêmio duas vezes e ainda foi terceiro colocado uma vez. Além dos Ronaldos, o Brasil conquistou o troféu com Kaká, Rivaldo e Romário. O País do Futebol foi o maior vencedor da disputa masculina, com oito conquistas, contra três da França. Em 1997, o lateral-esquerdo Roberto Carlos ficou em segundo lugar na disputa, perdendo apenas para Ronaldo.

Curiosidade – Desde que foi instituído o prêmio pela Fifa, apenas um jogador de defesa foi eleito o melhor do mundo. O autor da façanha foi o zagueiro italiano Fábio Canavarro, em 2006. Nas outras edições, apenas meias e atacantes ficaram com o troféu.

Nenhum comentário: