quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O Brasileiro e a falta de motivação

São Paulo, Palmeiras e Vasco passearam em campo nos jogos importantes que disputaram nas últimas rodadas do Brasileirão. Os dois paulistas não fizeram o mínimo esforço para fazer frente ao líder Fluminense e o time cruzmaltino também não se importou com as derrotas para Cruzeiro e Corinthians. Eles apresentaram aos torcedores a doença da competição por pontos corridos. O desinteresse de muitos clubes na reta final do campeonato prejudica o espetáculo.
Os defensores do sistema dizem que nos mata-matas o desinteresse também é comum na fase de classificação. O detalhe está na parte final da frase. Quando a desmotivação acontece em etapas ainda não decisivas do campeonato, ela não contribui para a definição do título. No mata-mata, dois times extremamente motivados se pegam em dois jogos e a emoção está garantida.

Cruzeiro - Domingo, o Cruzeiro foi o postulante ao título que enfrentou dificuldades. Com o Flamengo ainda correndo riscos de queda, os jogadores da Raposa tiveram que correr muito para vencer por 2 x 1 e manter a equipe na briga. O Palmeiras não quis jogo com o Fluminense e perdeu por 2 x 1 em Barueri; no Pacaembu, o Vasco também fugiu da bola e foi derrotado por 2 x 0 pelo Corinthians.
Na última rodada, porém, o Cruzeiro vai pegar o adversário mais desmotivado. O Flu encara o Guarani, que pode receber incentivos financeiros, e o Goiás duela com o Corinthians na mesma situação do Bugre. A Raposa joga com o Palmeiras em circunstâncias parecidas com as do jogo de domingo entre o Verdão e o Flu.

Análise imprecisa - Como o primeiro e o segundo colocados jogaram contra o vento na 37ª rodada é difícil até avaliar se os times estão bem ou não para a definição da disputa. A motivação do jogador que vê o adversário desinteressado é menor. Basta observamos nos teipes das comemorações dos gols de tricolores e alvinegros no domingo. É bom deixar claro que os times não têm nada com a desmotivação alheia. Eles e o Cruzeiro fizeram por merecer chegar à última rodada disputando o título.

O personagem - O personagem do fim de semana no Brasileirão foi o atacante Caio, do Avaí. Seu time perdia para o Santos em Florianópolis por 2 x 0 e via sua vaca ir para o brejo da Série B. Mas o jogador se encheu de brios e marcou os três gols da virada, um mais bonito do que o outro. Certamente, ele não vai precisar pagar contas em Santa Catarina no próximo ano.

Descendo - Parte da torcida do Palmeiras, que xingou o bom goleiro Deola por fechar sua meta no primeiro tempo da partida contra o Fluminense. Grande revelação do clube nesta temporada, ele não merecia passar por essa turbulência.

Subindo - O Atlético-MG, que consolidou sua arrancada na parte final da Série A e está livre do rebaixamento. O Galo escapou da degola com a vitória por 3 x 1 sobre o Goiás.

Um comentário:

Doris disse...

Nossaaaaaaaaaaa!!! Nunca vi uma descrição tão perfeita de um final de campeonato. Parabéns