segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O clássico que vi

Victor Mélo e Thiago Santos na cobertura do jogo CSA x CRB
A escrita está mantida. O CSA não vence o CRB desde o dia 25 de fevereiro de 2007. Domingo, os velhos rivais se reencontraram no Campeonato Alagoano e fizeram uma partida equilibrada. No primeiro tempo, o Azulão criou boas oportunidades e poderia ter aberto o placar. A defesa do Galo, que foi montada pelo técnico Edson Ferreira com três zagueiros, falhou demais nas bolas aéreas, mas os atacantes do rival não aproveitaram.
O maior problema do time de Lino era a previsibilidade. O CSA sempre atacava pela direita, principalmente com Celso, e chamou a marcação regatiana. Na primeira etapa, o CRB teve dificuldades para criar as jogadas, assustando o goleiro Anderson Paraíba com estocadas dos atacantes Fernando Sá e Hallace.
Na etapa final, Edson concentrou a marcação no lado esquerdo de sua defesa e neutralizou o ponto forte do adversário. Nos primeiros minutos, a partida seguiu bem disputada, mas sem grandes emoções. Ficou claro no estádio que o gol só sairia a partir de falhas das equipes. E elas aconteceram em seqüência. Aos 25 minutos, Rafinha bateu falta pela esquerda, a defesa azulina marcou errado, Nilson escorou e Fernando Sá cabeceou para baixo. O goleiro Anderson deu rebote e Luiz André emendou para abrir o placar. O gol abalou o time do CSA, que se arvorou ao ataque e deu muitos espaços ao Galo. Aos 31´, após córner batido por Edson, o goleiro Anderson soltou a bola nos pés do zagueiro Júnior e, para impedir o segundo gol, segurou o jogador regatiano: pênalti claro! Edson bateu com categoria e ampliou o placar.
O jogo foi melhor do que eu esperava. Início de temporada é difícil para os atletas, que ainda não têm o entrosamento ideal e estão com perna presa por causa do pesado trabalho da preparação física. Os dois times correram muito, principalmente na etapa inicial, e fizeram uma partida aberta. Com reforços, conjunto e tempo, azulinos e regatianos tendem a evoluir.

Crédito da foto: Luiz Castello Branco

Nenhum comentário: