terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Avassalador, Cruzeiro goleou duas vezes na Libertadores

Wallyson foi um dos destaques da vitória do Cruzeiro por 4 x 0 sobre o Guarani
Dois jogos, duas vitórias (sobre o campeão argentino, Estudiantes, e o paraguaio, Guarani), seis pontos, nove gols a favor e nenhum contra. A campanha do Cruzeiro na Copa Libertadores é indiscutível. O técnico Cuca revelou que está feliz, mas disse que o time pode fazer ainda mais.
“Estou feliz, mas não contente. Vencemos bem hoje o Guarani, por 4 x 0. Mas não estou satisfeito, e nem eles (jogadores) estão. Porque a gente sabe que precisamos melhorar, ter mais velocidade na bola, mais dinamismo... Todos estão felizes, mas não satisfeitos, porque sabemos que podemos mais”, disse Cuca, referindo-se, principalmente, às dificuldades encontradas pela sua equipe para abrir o placar contra o Guarani-PAR.
“Eles jogaram fechadinhos, todo mundo atrás. Erramos muitos passes fáceis no primeiro tempo, não fomos bem. Corremos dois ou três riscos no primeiro tempo. Eles tinham dois jogadores que atacavam, um meia e um centroavante. Sofremos contra-ataques, uma bola aérea cabeceada na trave... Fizemos o gol, e depois arrumamos o espaço que a gente estava dando. Dominamos o jogo inteiro, criamos jogadas pelos flancos, fizemos os gols. Quem entrou, entrou bem. Demos dois vacilos no fim, o Fábio teve que aparecer, mas foi bom para ele aparecer também”, resumiu o comandante cruzeirense.
Segundo Cuca, o Cruzeiro não deve mudar muito a sua maneira de jogar fora de casa na Libertadores. A próxima partida será contra o Deportes Tolima, na próxima quarta-feira (2 de março) em Ibagué, na Colômbia.

Cruzeiro: Fábio; Pablo, Gil, Victorino e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Henrique, Roger (Thiago Ribeiro, 30'/2ºT)e Montillo; Wallyson (Dudu, 36'/2ºT) e Wellington Paulista (Farías, 16'/2ºT). Técnico: Cuca.

Guaraní (PAR): Pablo Aurrecochea; Eduardo Filippini, Ignacio Ithurralde (Pedro Chávez, 28'/2ºT) (Tomás Bartomeus, 33'/2ºT), Francisco Benítez e Federico Carballo; Elvis Marecos, Miguel Paniagua, Angel Ortiz e Jorge Mendoza (Osvaldo Hobecker, 14'/2ºT); Julián Benítez e Fabio Escobar. Técnico: Carlos Compagnucci


Com Ascom do Cruzeiro
Crédito da foto: Juliana Flister/VIPCOMM

Nenhum comentário: