sábado, 26 de fevereiro de 2011

Cruzeiro e Atlético também duelam no Clube dos 13

Zezé Perrela está mais perto de acordo com a Globo
Cruzeiro e Atlético-MG estão em lados opostos também no Clube dos 13. Enquanto O Galo firmou posição de liderança no grupo, os dirigentes celestes marcaram lugar na turma dos dissidentes. Hoje, o presidente da Raposa, Zezé Perrela, anunciou oficialmente que vai buscar um acordo individual com a TV.
”O Cruzeiro tem uma participação de 5% hoje, no contrato antigo, sobre o volume total da TV e eu vou procurar negociar em cima disso aí. Eu vou procurar melhorar esse percentual, que eu acho pouco. Eu estou sentando para conversar com a Globo, ainda não estou acertando contrato. Só vou fazer isso oficialmente quanto tiver conhecimento da proposta da Record. Futebol não é só cota de TV, é patrocinador de camisa, direitos de venda de camisa, é placas nos estádios. Uma placa de publicidade na Globo vale quatro vezes mais do que na Record”, explicou o dirigente.
Apesar de não descartar a Record, Perrela está propenso a aceitar a proposta da Globo e ainda revelou quais clubes devem seguir o mesmo caminho.
”Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo, Santos e, provavelmente, o Palmeiras teoricamente darão preferência à Globo. O Atlético-PR, Goiás e o Coritiba também devem entrar nessa”, emendou Zezé.
Ontem, a Globo divulgou nota informando de que não vai participar da licitação do Clube dos 13.

Reação – Presidente do C13, Fábio Koff divulgou nota estranhando a posição adotada pela Globo. “A entidade lamenta o fato de a emissora ter mudado abruptamente de posição, uma vez que desde a criação do Clube dos 13 a Rede Globo foi sempre parceira na construção e no fortalecimento do futebol brasileiro”.
“Esclarecemos que todas as cláusulas que constam na carta-convite foram exaustivamente discutidas com as empresas interessadas, inclusive com a Rede Globo, e que em nenhum momento deste processo liso e democrático seus representantes nos manifestaram direta ou indiretamente a decisão de não participar do certame”.
“Nos causa surpresa, ainda, que seus representantes tenham procurado diretamente os clubes, desrespeitando acordo firmado no ano passado com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica)”, declarou Koff.

Nenhum comentário: