terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Ritual de passagem para o Murici


Goleiro Dias tem muitos serviços prestados ao Murici 

O Murici tem hoje a oportunidade de projetar a sua marca. Fundado no dia 7 de setembro de 1974, o clube ocupou por muitos anos o papel de coadjuvante no futebol do Estado. A virada veio com a revolução dos clubes do interior, na última década. A diretoria seguiu o exemplo do Coruripe e resolveu apostar em trabalhos mais longos, mantendo a base de um ano para outro. O projeto ganhou força na última temporada, quando o Alviverde bateu o ASA na final e conquistou o seu primeiro título estadual.
Neste ano, o time é quase o mesmo. Dias, Nado, Sinval, Paulinho, Serginho, Gueba, Everlan, Gustavo e Alexsandro formavam a base de 2010 e se conhecem muito bem, até porque a maioria deles deu continuidade ao trabalho no segundo semestre defendendo as cores do CSA.
O técnico Gilmar Batista armou a equipe de trás para frente, fortalecendo o setor defensivo e diminuindo a carga ofensiva em relação ao ano passado. Tanto que o vice-líder do Alagoano 2011 tem a zaga menos vazada da competição, com cinco gols em nove rodadas, mas marcou apenas 11 vezes. O time ainda precisa de um centroavante, papel exercido por Peixinho no ano passado. O veterano Bilu foi contratado para dar mais poder de fogo à equipe, mas, ainda sem ritmo, não marcou nenhum gol com a camisa alviverde.
O jogo de hoje contra o Flamengo é um marco na história do Murici. Será um ritual de passagem para um clube que sempre foi caseiro, mas que, impulsionado pelo sucesso do ASA, pensa em buscar objetivos mais ousados no futebol nacional.

Flamengo -O Flamengo ainda está na fase de ajustes. O time mantém os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca, mas ainda precisa ser testado. No duelo mais complicado que enfrentou na temporada, venceu um combalido Vasco com dificuldades. Astro da companhia, Ronaldinho Gaúcho ainda não está adaptado ao futebol brasileiro.
Ele esteve longe de brilhar nas partidas que fez com a camisa rubro-negra e, até agora, marcou apenas um gol, de pênalti.

Flamengo 2 - O grande teste para o time de Luxemburgo está marcado para domingo, contra o Botafogo. Enfrentando um time forte ofensivamente, a defesa do Flamengo vai ser obrigada a mostrar serviço. Nesse jogo, as estrelas de Thiago Neves e Ronaldinho vão ter que brilhar para colocar o clube na decisão da Taça Guanabara.

Crédito da foto: Ailton Cruz

Nenhum comentário: