segunda-feira, 25 de abril de 2011

Coruripe e ASA decidem o Alagoano em dois jogos

ASA venceu o jogo de sábado, mas perdeu a fase no pênaltis para o Coruripe
O Coruripe destruiu a vantagem do ASA em dois jogos equilibrados. Bem armado, o Hulk venceu o primeiro duelo e, no segundo, teve o controle da partida na etapa final, mas cometeu o sério pecado de perder as claras oportunidades que criou. Lindoval foi jogador do Alviverde com a pontaria mais descalibrada. O Alvinegro perdeu força com a expulsão infantil e acertada de George, no segundo tempo, e achou o gol de Thiago no finalzinho do segundo tempo. Antes, o árbitro mineiro Ricardo Marques deixou de assinalar um pênalti claro para o Coruripe, em Antônio Marcos. O juiz deixou passar um lance capital e prorrogou a esperança da torcida de Arapiraca.
Dizem que decisão por pênaltis é loteria, mas não é. Mais até do que a competência dos batedores, o goleiro é fundamental nesse momento. Um pegador de penalidades amedronta os adversários. Quem já treme normalmente vê o arqueiro se transformar numa muralha na hora do vamos ver. Foi assim no clássico de domingo entre Flamengo e Fluminense, quando Felipe fez a diferença para o Rubro-Negro; foi assim na decisão da segunda fase do Alagoano. Santos preocupou mais os batedores adversários do que Daniel. Mesmo quando não pegava, ele acertava o canto. Assim, as possibilidades de o Coruripe ficar com a taça da fase eram maiores e se transformaram em festa quando Marielson desperdiçou a cobrança.
O ASA precisa reconquistar a confiança nos dois jogos decisivos. O Coruripe é um adversário difícil de ser batido e ainda foi beneficiado pelo sorteio das finais. O segundo jogo vai ser disputado no Gerson Amaral, o que aumenta suas chances de conquista. Sem vantagem para ninguém, o Alvinegro vai precisar apresentar um futebol mais eficiente para chegar a um título que parecia ganho.

Crédito da foto: Click Arapiraca

Nenhum comentário: