terça-feira, 24 de maio de 2011

ASA joga para esquecer goleada

O ASA precisa tirar importantes lições da goleada sofrida no último sábado contra a Ponte Preta. O time todo foi muito mal, mas os erros infantis cometidos pelo sistema defensivo chamaram mais atenção. Em determinados momentos, a Ponte parecia uma equipe profissional jogando contra amadores. A goleada por 5 x 0 ficou até barata diante da abissal diferença entre os times.
O clube alagoano só não pode entrar em desespero. No ano passado, o ASA foi massacrado pelo Figueirense, por 6 x 0, e se recuperou na sequência. A confiança foi, sem dúvida, abalada na primeira rodada e o trabalho psicológico do técnico Vica para a partida de hoje, contra o Americana, é fundamental. O time precisa de correções táticas, já que o 3-5-2 não encaixou, mas, por absoluta falta de tempo, o treinador deve trabalhar a postura e, principalmente, a confiança.
Uma vitória nesta noite diminui o impacto da goleada; outra derrota vai acentuá-lo e prejudicar esse trabalho inicial na Série B. No momento, os torcedores precisam abraçar essa equipe e esperar que o competente Vica reorganize a casa. Apostar na teoria do caos não deve ser o caminho da imprensa, dos torcedores e, principalmente, dos dirigentes. Equilíbrio deve ser a palavra-chave em Arapiraca.

Melhorou - As principais revistas de futebol do País mudaram o foco em relação ao ASA. A boa campanha do ano passado tirou o Alvinegro da condição de condenado ao rebaixamento. Hoje, a grande imprensa já passou o time à condição de figurante, o que ressalta a qualidade do trabalho feito pelo clube.

Comparação -O técnico Vica destacou que não dá para comparar o nível técnico dos campeonatos Alagoano e Paulista. Ele falou sobre o assunto após a partida de sábado e lembrou que, por isso, o ASA contratou muitos jogadores que disputaram a competição de São Paulo para equilibrar a balança.

Um comentário:

the company of rock disse...

òtima terça-feira para vc!!!


www.slayerbrasil.blogspot.com