domingo, 5 de junho de 2011

Análise - Mano mexeu demais na seleção

Caindo mais pela esquerda, Robinho criou boas chances no segundo tempo
A seleção brasileira já está garantida na Copa de 2014 e não vai precisar disputar as Eliminatórias. Com poucas competições importantes para enfrentar até o Mundial, o técnico Mano Menezes vai precisar mostrar serviço mesmo nos amistosos contra os grandes.
O resultado de ontem diante da Holanda, em Goiânia, pode ser considerado normal. A Laranja tem um time de qualidade, com um sistema defensivo consistente, e o empate por 0 x 0 era até previsível. Minha crítica ao técnico da seleção, Mano Menezes, se encaixa no fato de ele ter destruído a equipe na etapa final com substituições inúteis. Alterações pontuais são muito importantes durante uma partida, mas o exagero em jogos de grande porte prejudica mais do que ajuda.
A Holanda foi melhor no primeiro tempo. Segura na defesa e eficiente no contra-ataque, principalmente com o meia do Barcelona Affelay, a equipe europeia poderia ter feito um ou dois gols. Parou no excelente trabalho do goleiro Julio Cesar.
Na etapa final, Mano inverteu as posições de Neymar e Robinho e confundiu a zaga adversária. A cobertura de Daniel Alves passou a ser feita com mais eficiência e a marcação no meio-campo encaixou. Assim, o Brasil partiu para cima da vice-campeã do mundo e criou muitas oportunidades. Mas o treinador abriu a temporada de testes, fazendo cinco alterações, e acabou com jogo. Perdeu, assim, a primeira oportunidade de vencer uma grande seleção. Contra os adversários de qualidade, ele está devendo. Perdeu duas vezes, para Argentina e França, e empatou com a Holanda.

O próximo - Terça-feira, a seleção volta a jogar. O duelo com a Romênia, no Pacaembu, vai marcar a despedida do craque Ronaldo. O jogo está marcado para as 21h50.

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos (Adriano); Lucas Leiva (Sandro), Ramires e Elano (Lucas); Neymar, Fred (Leandro Damião) e Robinho (Elias).Técnico: Mano Menezes

HOLANDA: Krul; Van der Wiel (Boulahrouz), Mathijsen, Heitinga e Pieters; De Jong (Maduro), Strootman (Schaars) e Affelay; Robben, Van Persie (Huntelaar) e Kuyt (Elia). Técnico: Bert van Marwjik

2 comentários:

LPDM disse...

Saiu da comunidade???
Luis
http://vegans-vegetarianos.blogspot.com

Leticia e Leonardo disse...

olá
massa o blog
flw
http://novalexandrianet.blogspot.com/