sábado, 4 de junho de 2011

Mano precisa mostrar serviço na seleção

Neymar é a "carta na manga" de Mano Menezes
O técnico Mano Menezes ainda não mostrou serviço na seleção. Desde que assumiu o comando do escrete, ele ficou longe dos resultados expressivos. A rigor, o Brasil fez apenas uma boa partida sob o seu comando, na estreia, quando o time venceu o EUA por 2 x 0 com grande atuação de Ganso e Neymar.
Desde a lesão do camisa 10 do Santos, a seleção perdeu muito em criatividade. O treinador já testou Renato Augusto, Douglas e Jadson, por exemplo, mas nenhum deles deu qualidade ao meio-campo canarinho. Esse é o motivo de o treinador deixar Ganso de sobreaviso para a Copa América. Ele se recupera da segunda lesão em menos de um ano e ainda é uma incógnita. A aposta de Mano é o jovem Lucas, revelação do São Paulo. O jogador já demonstrou qualidade no escrete, mas tem características diferentes das de Ganso. Ele carrega mais a bola e dribla em velocidade. O camisa 10 do Santos, ao contrário, cadencia o jogo e é bem mais efetivo nos passes. Um é meia-atacante; o outro é armador.
Mano sabe que seu principal teste está por vir. Ele chegou à seleção na condição de segunda opção - Muricy Ramalho era a primeira - e vai começar a ser cobrado a partir do mês de julho. O Brasil vai disputar a Copa América na Argentina, e a exigência de críticos e torcedores vai aumentar. Por isso, o técnico deu um tempo no trabalho de renovação do grupo e fez uma convocação de segurança. Julio Cesar, Lúcio, Maicon e Elano, por exemplo, voltaram à seleção após alguns meses de ausência. Com eles em campo, a transição entre gerações pode ser menos traumática para a seleção e, principalmente, para Mano.
Dunga assumiu a seleção sob o signo da desconfiança. Ele só foi mantido no cargo porque os resultados de seu trabalho até a Copa foram expressivos. Mano perdeu nos principais desafios que enfrentou com a seleção até agora. O maior deles foi disputado no ano passado, contra a Argentina. A derrota por 1 x 0, com gol de Messi, foi um mau sinal. O outro revés, na sequência, diante da França, também por 1 x 0, intensificou o receio da torcida. A partir de hoje, Mano vai precisar mostrar serviço. A seleção faz um amistoso contra a Holanda, algoz da última Copa, e, na terça, faz um jogo festivo contra a Romênia na despedida de Ronaldo. Depois dessa partida, o treinador vai fechar a lista para a Copa América. Ele já chamou 28 nomes para a competição e, desses, seis vão ser cortados.

Aposta - O meia Thiago Neves é a bola de vez no setor de criação da seleção brasileira. O jogador, que está se destacando na temporada com a camisa do Flamengo, deve ser testado por Mano.

América -A seleção brasileira estreia na Copa América dia 3 de julho, contra a Venezuela, em La Plata, Argentina. O segundo jogo da competição está marcado para o dia 7 de julho, contra o Paraguai, em Córdoba. O terceiro vai ser disputado dia 10 de julho, diante do Equador, também na cidade de Córdoba.

Um comentário:

Saulo disse...

A Copa América vem aí e o Mano precisa aproveitar essa competição pra mostrar a sua cara.