terça-feira, 28 de junho de 2011

Mundial feminino: jogadora da Guiné é acusada de ser homem

Salimata Simpore foi a grande destaque da Guiné Equatorial nas últimas temporadas
Nigéria e Gana acusaram três jogadoras da Guiné Equatorial, terceira adversária do Brasil, de serem homens. Preocupada, a Fifa avisou que vai exigir testes para provar o gênero antes do Mundial. Estranhamente, duas das três foram cortadas pelo técnico da Guiné, o brasileiro Marcelo Frigério. A atacante Salimata Simpore, artilheria da equipe, foi a única que ficou.

Perigo - Dentre as surpresas do Mundial, Marta pede atenção à Austrália e Noruega, duas seleções que estão na chave do Brasil. A alagoana também fez muitos elogios ao Japão, Coréia do Norte, Suécia e Canadá. A seleção estreia amanhã na competição, às 13h15, contra a Austrália.

Campeãs - Três países conquistaram títulos nas cinco edições dos mundiais. Os Estados Unidos e a Alemanha ficaram com a taça duas vezes, e a Noruega também conquistou o título, em 1995.

Nenhum comentário: