domingo, 26 de junho de 2011

Nova seleção vai enfrentar seu maior desafio

Neymar e Robinho treinam na Argentina
A Copa América da Argentina é aguardada com ansiedade. Esta edição do torneio, que começa na próxima sexta-feira, tem jogadores de grande destaque no futebol. O Brasil aposta na dupla Neymar e Ganso, que conquistou o título da Libertadores na última quarta-feira com o Santos. Na Argentina, Messi promete desencantar e fechar a temporada perfeita. O atual melhor jogador do mundo já conquistou os títulos espanhol e da Liga dos Campeões, com o Barcelona, e tem a missão de brilhar com a camisa da sua seleção. O Uruguai também confia no talento do atacante Diego Forlán, eleito o craque da última Copa do Mundo, para fazer uma bela campanha na competição.
O técnico Mano Menezes vai passar pelo seu primeiro grande teste no comando da seleção. Como o Brasil não vai disputar as eliminatórias, o treinador precisa aproveitar esta Copa América e a Copa das Confederações para mostrar serviço. Ele já trabalha com o elenco desde a última quarta-feira e espera dar padrão tático ao time.
“Tenho em mente duas formas de atuar. A primeira é o 4-3-3, podendo também variar para o quatro 4-3-2-1. Tudo depende dos jogadores que tiver à disposição” comentou o técnico.
Na formação que considera ideal, Mano deve montar o meio-campo com Ramires, Lucas Leiva e Ganso. Mais à frente, ele deve apostar em Robinho, Neymar e Pato. A variação tática seria a saída de Robinho para a entrada do meia-atacante Lucas, do São Paulo. Ele recuaria o jogador para trabalhar as pontas com Neymar ; assim Pato jogaria mais centralizado no meio.
O sistema defensivo já está praticamente definido. Daniel Alves e André Santos devem ser os laterais, com Lúcio e Thiago Silva fechando a zaga. No gol, o experiente Julio César já está confirmado pelo treinador. “A gente vê agora, neste início de trabalho do Mano, a dificuldade que ele está tendo porque a seleção tem pouco tempo para trabalhar, e isso acaba dificultando. Não tem eliminatória como antes, que a gente chegava na Granja Comary para treinar, criar uma identidade. Hoje, a seleção enfrenta dificuldades por causa da falta de entrosamento”, avaliou Julio.
Mano ainda tem em mente o Corinthians campeão paulista e da Copa do Brasil de 2009. Ele busca agora na seleção jogadores com características semelhantes para fazer valer o seu esquema.

Nenhum comentário: