sábado, 25 de junho de 2011

Seleção de vôlei detona os EUA

Em Tulsa, Murilo solta o braço contra o bloqueio norte-americano
Uma vitória com autoridade de uma seleção tricampeã mundial. Foi assim que o Brasil bateu os Estados Unidos por 3 sets a 1 (25/21, 25/20, 21/25 e 25/19), ontem, no Reynolds Center, em Tulsa, e conquistou sua oitava vitória em nove partidas na Liga Mundial de Vôlei 2011.
Com o triunfo, o Brasil não só mantém a liderança isolada o Grupo A da competição, agora com 24 pontos, como praticamente garante sua vaga na Fase Final, que acontecerá entre os dias seis e 10 de julho, em Gdansk, na Polônia.
Com a pontuação atual, o Brasil pode, no máximo, ser igualado por Estados Unidos e Polônia, que somam 15 pontos cada. Como enfrentará os norte-americanos mais uma vez, neste sábado, às 21h, com transmissão dos canais Sportv e Esporte Interativo, e a Polônia duas vezes, na próxima semana, a seleção só precisa vencer dois sets em qualquer uma das três partidas para marcar mais um ponto e ficar fora do alcance dos rivais.
Na Liga Mundial, as vitórias por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1 premiam o time vencedor com três pontos. Nos confrontos encerados com placar de 3 a 2, a seleção vencedora marca dois pontos e a derrotada, um.
"Foi uma partida muito intensa. Jogamos melhor do que vínhamos atuando até agora e isto é um bom sinal. Precisamos seguir crescendo até a Fase Final. Nosso primeiro desafio já é jogar melhor amanhã. Os norte-americanos têm por costume melhorar do primeiro jogo para o segundo, como foi no Brasil, e temos que estar preparados. Precisamos ver com atenção nossa atuação no terceiro set, quando cometemos muitos erros", diz o técnico Bernardinho.
O oposto Theo, que entrou logo no início do primeiro set, foi o principal pontuador da partida, com 24 pontos, seguido pelos também brasileiros Giba e Murilo, com 17. O capitão norte-americano Priddy marcou 15 vezes."Jogamos muito concentrados e tivemos paciência para não enfrentar o bloqueio quando estávamos em uma situação ruim. Nossa defesa e nosso bloqueio funcionaram muito bem. Espero um jogo mais difícil amanhã", alerta o capitão brasileiro.
Para o central Rodrigão, a principal virtude brasileira foi conseguir manter um bom nível na recepção durante toda a partida."Os Estados Unidos sacaram muito bem, mas mesmo assim o Giba e o Murilo, que foram os mais visados, conseguiram um ótimo aproveitamento na recepção. Esse foi o ponto mais importante na nossa vitória. Podemos melhorar no ataque, tanto nas opções, quanto no ajuste de algumas bolas", comenta.

Crédito da foto: CBV/Divulgação

Nenhum comentário: