terça-feira, 23 de agosto de 2011

CRB precisa pontuar fora

O CRB cumpre boa campanha dentro de casa no Brasileiro da Série C. Mesmo diante dos problemas causados pelo desequilíbrio técnico e físico do elenco, o Galo conquistou os nove pontos que disputou no Estádio Rei Pelé. Meio caminho andado para a classificação. Mas, a exemplo do ASA na Série B, o time ainda precisa dar um salto de qualidade para cumprir sua meta de chegar à próxima fase. Com 12 pontos, vai ser preciso fazer muitas contas e secar os rivais com reza braba. Com 14, o objetivo deve ser atingido.
Pois bem, o CRB terá duas semanas de preparação até o próximo confronto, contra o Guarany-CE. Em casa, ainda enfrenta o Campinense. Fora, além do time de Sobral, joga contra o instável Fortaleza. A missão em Maceió é vencer os paraibanos para, no campo inimigo, arrancar dois em seis pontos disputados. O salto de qualidade depende, exclusivamente, da evolução da equipe na condição de visitante. Em dois jogos disputados longe de Alagoas até aqui, o Galo perdeu duas vezes. No campo inimigo, há ruídos na comunicação entre os três setores.
O fato novo no grupo foi a chegada do atacante Aloísio Chulapa. O jogador veio com status de grande reforço do Galo para a Série C e, segundo ele, está bem fisicamente para estrear no dia 3. Com sua experiência, Chulapa precisa chamar a responsabilidade de iniciar esse diálogo. Seu principal trabalho vai ser o de ajudar o CRB a segurar bola no ataque para compactar a equipe fora de casa. Por enquanto, a bola vermelha bate e volta no campo inimigo. Torçamos para que, aos 37 anos, o centroavante ainda seja capaz de fazer o papel de pivô com qualidade. Nos seus bons tempos, matava a pau nesta função.

Ponto para Lopes - O técnico Flávio Lopes merece destaque. Sábado, o CRB venceu o América-RN com dois gols de bola parada, jogadas muito treinadas por ele nas últimas semanas. O Galo conta com dois excelentes cobradores, Geovani e Everton, e Cadu é extremamente perigoso nas bolas aéreas. É a fome com a vontade de comer.

Lateral - O lateral-esquerdo Paulo Rodrigues se encaixou bem na equipe regatiana. O Galo, que sofria com faltas de opção no setor, melhorou sua qualidade de jogo com o novo reforço. Com ele, o time ficou bem mais equilibrado do que nas três primeiras rodadas da Terceirona.

Subindo - O CRB, que assumiu a vice-liderança do Grupo B com a vitória sobre o América-RN, por 2 x 1. Com sete pontos, o Guarani de Sobral é um adversário direto do Galo na luta pela classificação. Por isso, a próxima partida ganhou extrema importância.

Descendo - O Fortaleza, que não consegue se encontrar na Chave B. Com cinco pontos, o Tricolor corre até sérios riscos de rebaixamento. O Campinense é o último do grupo, com quatro pontos, mas tem um jogo a menos.

Imbatível no Municipal

O ASA ultrapassou sua meta inicial no Primeiro Turno. As projeções da comissão técnica recomendavam que o time deveria fechar os 19 jogos com 25 pontos. Mas o Alvinegro superou essa marca com dois pontos de vantagem e, de quebra, tem um jogo a cumprir, sábado, contra o Vitória.

Campanha perfeita - O ASA é perfeito quando atua no Municipal. Seu time se enche de brios, adianta a marcação, imprensa o adversário e sabe construir a vitória. É impressionante a campanha do Alvinegro em Arapiraca nesta Série B. Em nove jogos, o time venceu oito e empatou um. Foram 25 pontos conquistados em casa, com aproveitamento de 92,6%.

Pulo do gato -Sábado, explorando muito bem essas características e, com grande atuação do atacante Alecsandro, bateu o Bragantino por 2 x 1. Mas o problema ainda é o campo adversário.  O técnico Vica deve trabalhar exaustivamente nos próximos dias para tentar, além de dar equilíbrio tático ao time, passar confiança aos jogadores. Um triunfo contra o Vitória provavelmente deixará o Alvinegro no G-4 neste fim do Primeiro Turno. O problema, como já escrevi várias laudas nos últimos meses, é que esse pulo do gato ainda não foi armado pelos atletas do ASA.

Coruripe em baixa-O Coruripe perdeu fôlego com a saída do técnico Lorival Santos. Após a saída do treinador, que pediu para deixar o clube há três rodadas, o Hulk foi derrotado duas vezes seguidas. O último revés veio diante do Bahia de Feria, sábado, fora de casa, por 2 x 0. Com nove pontos, o Hulk precisa fazer valer os dois jogos que têm no Gerson Amaral para conquistar a classificação na Série D. Os resultados ruins, inclusive derrubraram ontem o técnico Ubirajara Veiga.

Nenhum comentário: