quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Ranking atualizado das cotas de TV

A coluna Painel FC, da Folha de S. Paulo, divulgou os valores das cotas de TV para a próxima temporada.
A dupla Flamengo e Corinthians, como já fora anunciado, ficou com a maior parte do bolo. De acordo com a coluna, ambos vão receber R$ 100 milhões a partir do próximo ano. Nesta temporada, o Fla ganha R$ 43 milhões e o Timão R$ 41 milhões.
O terceiro da lista é o São Paulo, com R$ 85 milhões, e o quatro é o Palmeiras, com R$ 82 milhões. O Vasco aparece em quinto, com R$ 75 milhões. Diferentemente do que foi divulgado inicialmente, não há blocos solidários na divisão das cotas. Há pequenas diferenças entre os clubes subdivididos em castas.
Na turma de baixo dos grandes, por exemplo, Atlético-MG e Cruzeiro levam vantagem sobre Fluminense e Botafogo. Os mineiros vão receber R$ 58 milhões, contra R$ 57 mi do Fluminense e R$ 53 mi do Botafogo.O Santos, estranhamente, aparece com R$ 55 milhões nessa lista, ao contrário do que foi divulgado no início da temporada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Como podemos acreditar nesta informação? a presidência do Vasco disse que os percentuais tem pouca diferenças? quem estar certo, você ou outros mecanismos da imprensa que deram informação de que teria blocos, e que a diferença seria de 8 milhões, e que o Vasco estaria no segundo bloco.
Por favor se puder responder agradeço
Meu nome é Augusto Lima.

augusto lima disse...

Augusto Lima
Arelz@bol.com.br
Favor responder minha pergunta ok, gostaria de saber a verdade sobre essa sua portagem, pois o Vasco, nega tudo isto.

Victor Mélo disse...

Caro Augusto, apenas coloquei a matéria publicada pela Folha de S.Paulo e fiz alguns comentários sobre o ranking.
A reportagem foi publicada no caderno de esportes da Folha da última terça-feira. Mas o valor informado em relação ao Vasco está dentro dos parâmetros da negociação. Os clubes negam todas essas informações, mas cabe à imprensa descobrir as informações relevantes nos bastidores.
Nessa lista, estranhei apenas os valores do Santos e a ausência de Inter e Grêmio.

Um abraço