terça-feira, 13 de setembro de 2011

CRB cortejou o azar na Série C

O CRB achou que poderia decidir a partida do último sábado a qualquer momento. Acomodou-se em campo e em nenhum momento do jogo contra o Campinense abafou o adversário. Faltou poder de decisão ao Galo e também criatividade. Os laterais Pio e Paulo Rodrigues pouco apoiaram e a saída prematura de Everton Maradona deixou a equipe fragilizada na frente. A opção de Cadu para substituir o atacante não caiu bem. Com o centroavante e Aloísio Chulapa no comando de ataque, o time ficou sem velocidade e o primeiro tempo se arrastou com um empate sem gols. Tudo o que o adversário queria.
Na etapa final, o treinador do CRB resolveu arriscar. Abriu a marcação no meio-campo para escalar o atacante Paraíba, que passou a jogar aberto pela ponta esquerda. O time passou a ter uma boa opção ofensiva, mas houve perda no sistema defensivo. Para a sorte do Galo, o adversário só queria destruir jogadas e nem incomodava o goleiro Cristiano.
Aos 31 minutos, o árbitro marcou pênalti em Paraíba, que recebeu um belo passe de Chulapa, entrou na área em diagonal e parou na zaga. Giovanni, que vinha fazendo uma partida muito discreta, executou a cobrança com precisão.
Vencendo o jogo, o CRB recuou para garantir o resultado, mas estava faltando gente na marcação. O Campinense, numa tentativa desesperada, avançou suas peças e, na primeira chance do segundo tempo, empatou com um gol de falta marcado por Gilberto Matuto. O Estádio Rei Pelé iniciou naquele momento o julgamento do goleiro Cristiano, que, mesmo depois de fazer uma grande defesa no lance seguinte, foi considerado culpado pelo empate.
O CRB fez sua pior apresentação em casa nesta Série C e sua classificação já não é tão certa como considerava a torcida antes do jogo. Sábado, a ordem é vencer o desesperado Fortaleza para não ter que ficar torcendo por um tropeço do Guarany. No Ceará, certamente, as dificuldades vão ser bem maiores do que as do jogo do último final de semana.

Subindo - Paraíba, o jogador mais lúcido do CRB na partida contra o Campinense. Ele é rápido e habilidoso e já tem moral para lutar por uma vaga entre os titulares.

Suspensos-no CRB - Julgados ontem no STJD, o técnico Flávio Lopes e o atacante Paraíba, do CRB, foram punidos. O treinador pegou um gancho de quatro partidas e o jogador foi suspenso por dois jogos. Ele já cumpriu um e está fora do duelo de sábado contra o Fortaleza pela Série C.

Nenhum comentário: