segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Zagallo e a nova geração

Zagallo disse que Neymar e Ganso são especiais
O Zagallo concedeu uma longa entrevista há duas semanas a O JORNAL. Tentei conversar com o Velho Lobo por 15 dias, e, depois de alguns desencontros, ele foi muito atencioso.
Mesmo aos 80 anos, o alagoano mantém a memória intacta. Zagallo lembra com precisão dos momentos mais importantes de sua carreira e não deixa de opinar sobre sua maior paixão: a seleção brasileira.
Zagallo falou que o técnico Mano Menezes sofre por não ter herdado um grupo após a Copa do Mundo da África. “Ele teve que iniciar o trabalho e montar sua base no primeiro ano de seleção. Isso não é fácil. A pressão é grande no cargo, e os torcedores e a imprensa não costumam ser pacientes. Apesar das dificuldades iniciais, tenho certeza de que essa seleção será muito forte na Copa de 14. Temos jogadores de grande talento, como Neymar e Ganso, que ainda não demonstraram o que têm de melhor. Em três anos, eles vão estar amadurecidos e prontos para fazer um Mundial brilhante”, comentou o Velho Lobo. “Nossa obrigação é conquistar o hexa no nosso País e quero estar no Maracanã para exorcizar todos os fantasmas da final de 50. Não podemos perder duas Copas em casa”, acrescentou.
Zagallo, por fim, acha que Mano poderia ter uma pessoa experiente ao seu lado, no cargo de coordenador-técnico, e até disse ter condições de voltar a exercer a função. “Se o convite vier, estarei pronto para ajudar a seleção”, declarou o treinador, que está afastado do futebol desde a perda da Copa de 2006.

Um comentário:

Anônimo disse...

muito boa a matéria. Você vai fundo, heim!!!!!!!!111 Parabéns