sábado, 10 de dezembro de 2011

Barça detona a invencibilidade do Real

Messi fez o suficiente para desequilibrar o clássico a favor do Barcelona
O Barcelona deu espetáculo mais uma vez. Jogando hoje no campo inimigo, venceu o Real Madrid por 3 x 1 e agora divide a liderança do Espanhol com os merengues. O Real tentou surpreender o Barça ao adiantar sua linha de marcação. A princípio, a tática de José Mourinho deu certo: aos 22 segundos, Valdés saiu jogando errado e presenteou Di Maria, que acionou Benzema. O centroavante acertou um chute forte na pequena área e abriu o marcador.
Aos poucos, o Barcelona foi superando as dificuldades impostas pelo adversário. A marcação no campo ofensivo diminuiu a pegada e os visitantes passaram a ter volume de jogo. Apesar de ter se recuperado do susto, o Barça pouco ameaçava o goleiro Casillas. Eis que Messi domina a bola na intermediária, limpa a marcação e aciona Sanches, que ajeita o corpo e bate cruzado: 1 x 1.
Cristiano Ronaldo perdeu um gol na cara de Valdes e, na etapa inicial, dava mostras que não faria a diferença em mais um clássico espanhol. No segundo tempo, logo aos 7 minutos, depois de um bate-rebate na área do Real, Xavi chutou de primeira, sem pretensão, mas a bola resvalou em Marcelo e tirou o goleiro da jogada: 2 x 1.
Aos 21 minutos, Messi encontrou Daniel Alves livre pela direita e o brasileiro caprichou no cruzamento: Fàbregas antecipou-se à zaga e cabeceou no contrapé de Casillas: 3 x 1 e fim de festa.

Projeções para o Mundial Interclubes

O Barça sofre um pouco se o adversário adiantar o combate, mas tem um impressionante poder de recuperação. O Real fazia uma temporada irrepreensível, com 15 vitórias seguidas, até ser batido mais uma vez pelo Barcelona em pleno Santiago Bernabéu. O time catalão tem muitos recursos: toca bem a bola, ataca pelo meio, pelas pontas e até pelo alto. De quebra, ainda conta com o melhor jogador do mundo: Messi, que destrói qualquer sistema defensivo.
Creio que as chances do Santos numa possível final de Mundial dependem muito do foco. Se o Barcelona encarar a competição no Japão com a seriedade que atuou hoje, só um milagre vai evitar uma derrota do Peixe. Para ter chances, o time de Muricy Ramalho precisa ser perfeito na marcação e Neymar tem que estar no seu dia mais inspirado. Não tenho receio de afirmar que esse Barça é um dos melhores times da história do futebol.

Nenhum comentário: