segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Como nascem as especulações no futebol

Montillo agita o mercado de leilões do futebol brasileiro neste ano
Muitos torcedores reclamam da imprensa nesse período de especulações do futebol nacional. Há realmente alguns veículos de comunicação que se arvoram por notícias inéditas e se esquecem de checar as fontes com zelo. No entanto, na maioria dos casos, a mão que alimenta os boatos tem o anel dos empresários.
O sistema funciona da seguinte forma: um jogador X já está apalavrado com o clube Y e, espertamente, seu agente tenta ganhar mais dinheiro com a negociação. Ele procura um grande meio de comunicação e diz que o rival do tal clube Y entrou na jogada e tem boas chances de contratar o boleiro. Normalmente, até ser lesado, o jornalista ou radialista acredita na boa-fé do tal agente e publica a informação, que nasce de uma fonte primária e, até que se prove o contrário, confiável. Percorrido o caminho, o valor dos direitos econômicos desse jogador aumenta e inflaciona o mercado.
No próximo ano, quando os poderosos cifrões das cotas do novo contrato de TV do Brasileirão estiverem na praça, essa prática nociva ao futebol nacional tende a ganhar mais tentáculos. Cabe a imprensa tomar precauções e, a partir de consultas a outros profissionais da área, checar se o empresário merece crédito como fonte.

Nenhum comentário: