sábado, 24 de dezembro de 2011

Medalhões agitam o futebol alagoano

O goleiro Flávio e o meia Adriano Gabiru durante apresentação no CSA
O futebol alagoano apresentou ao País na década de 90 uma geração vitoriosa. Criados e revelados no Estado, jogadores venceram o desafio de provar seu valor em grandes centros do esporte nacional e ajudaram a valorizar o produto local.
Não é à toa que olheiros dos principais clubes do País vêm com certa freqüência a Alagoas para buscar, ainda na base, nossos talentos. Embalado pela geração de 90, o Corinthians-AL chegou a ser o time brasileiro que mais exportou jogadores.
Boa parte dessa turma vencedora volta agora às origens para encerrar a carreira. No CRB, Aloísio Chulapa e Jadílson estão confirmados no grupo de 2012. No CSA, Flávio, Aderaldo e Adriano Gabiru chegam com a missão de recuperar a auto-estima dos torcedores.
Esses jogadores vão chamar público para nossos estádios. A condição física está longe dos padrões que consagraram a maioria deles, mas vejo esses reforços como importantes chamadas de capa. Um Clássico das Multidões povoado por jogadores conhecidos vai convocar os torcedores para o estádio. Com eles em campo, o trabalho de divulgação do campeonato vai ser facilitado para os dirigentes, que precisam agora organizar o espetáculo e transformar o interesse público em recursos para os clubes.
Há um ano, a massa costumava ir ao Rei Pelé em dezembro para assistir a esses mesmos jogadores no chamado Jogo das Estrelas. Agora, quase todas elas prometem voltar a brilhar com as camisas de CRB e CSA. 

Crédito da foto: Yvete Moura/ O JORNAL

Nenhum comentário: