quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Santos explorou bem a deficiência do Kashiwa



O jogo disputado hoje entre Santos e Kashiwa Reysol, pelas semifinais do Mundial Interclubes, pode ser resumido nas deficiências dos times. O Peixe aproveitou-se muito bem da baixa estatura do goleiro Sugeno e fez dois gols por coberta na vitória por 3 x 1. 
Os japoneses exploraram, à exaustão, a lentidão de Durval, que jogou improvisado na lateral-esquerda, mas perdeu as chances claras que criou. Por isso, foi justa a classificação do Peixe para a decisão do torneio. Amanhã, o Barcelona enfrenta o Al-Sadd, às 8h30 (de Brasília), para definir o outro finalista.
Os gols do Santos foram marcados por Neymar, Borges e Danilo, com Sawa descontando para o Kashiwa. Na etapa final, Neymar sentiu dores no tornozelo e pouco fez em campo. No primeiro tempo, ele abriu o marcador com um golaço aos 19 minutos (veja o vídeo).

Estreia – O peso da primeira partida foi sentido pelos jogadores brasileiros. A expectativa da torcida alvinegra é de que o time evolua na decisão. Para sonhar com o tri, o técnico Muricy Ramalho precisa fazer muitos ajustes na defesa nos próximos dias.

Em alta – O lateral-direito Danilo fez uma boa partida e marcou um belo gol de falta, desafogando o Santos na semifinal.

 Em baixa- O meio-campista Elano, que pouco foi notado na partida e acabou sendo substituído na etapa final por Alan Kardec.

Nenhum comentário: