terça-feira, 5 de junho de 2012

Clubes das séries C e D querem paralisar o Brasileirão

José Maria Marin tem dificuldades para administrar a CBF
A CBF vive um período conturbado. Sob nova direção, a entidade tem dificuldades para resolver questões políticas e está sendo peitada pelos clubes. Na tarde desta terça-feira (05), representantes de times das séries C e D foram à sede da Confederação para saber se há datas para o início das duas competições nacionais. Sem respostas, os clubes prometem agora ir à Justiça comum com o objetivo de paralisar as séries A e B.

R10 fora
A tarde foi agitada na CBF. Não bastasse o imbróglio jurídico envolvendo a Terceira e a Quarta divisões, a Federação Carioca não liberou a transferência de Ronaldinho Gaúcho e ele não vai estrear com a camisa do Atlético-MG nesta quarta-feira, contra o Bahia. O Flamengo se mexe nos bastidores para cassar a liminar que liberou o atleta para acertar com outro clube antes de ele estrear pelo Galo.

Em entrevista à ESPN Brasil, o presidente do Atlético, Alexandre Kalil, atacou a Ferj. "A Federação Carioca simplesmente segurou o papel. Coisas do Rio de Janeiro. Coisas do futebol brasileiro. O futebol brasileiro é assim ainda. E eles querem que a torcida se comporte", esbravejou o dirigente.

Nenhum comentário: